Centro Cultural Casa Kozák

Endereço:
Rua Padre Júlio Saavedra, 588 - Uberaba

Contato:
(41) 3376-6421

Horário de funcionamento:
Segunda a sexta-feira das 9h30 às 17h30

Apresentação

 A Casa Kozák, unidade da Fundação Cultural de Curitiba, retomou suas atividades em setembro de 2016. Fechado desde 2011, o espaço foi reformado e ampliado para funcionar como centro cultural do bairro Uberaba. O local contará com biblioteca e será destinado a cursos e atividades culturais programadas de acordo com as demandas da comunidade.

O imóvel foi residência do pesquisador, indigenista e cineasta Vladimir Kozák, que viveu no bairro Uberaba até a sua morte, em 1979, deixando na casa todo o acervo que reuniu ao longo de sua vida, num total de 44 mil itens entre objetos pessoais, fotografias e filmes documentários sobre os índios e a cultura popular brasileira. Esse acervo encontra-se atualmente no Museu Paranaense. Nascido na antiga Tchecoslováquia, Kozák veio para o Brasil em 1928 e se instalou em Curitiba dez anos depois, passando a registrar, como fotógrafo e cinegrafista, as expedições científicas de antropólogos e pesquisadores paranaenses. Por sua própria conta realizou inúmeras outras expedições, especialmente com o intuito de estudar e descrever os índios Xetá, grupo indígena até então desconhecido que habitava a região da Serra dos Dourados (noroeste do Paraná). A qualidade técnica de todo esse acervo é admirada pelos especialistas da área.

Cursos e Oficinas

[Casa Kosák] VIOLÃO POPULAR

A abordagem metodológica é específica de acordo com o desenvolvimento de cada turma. Nas aulas busca-se criar um espaço interativo e dinâmico, visando facilitar o processo de aprendizagem. Durante as aulas também se desenvolvem breves explicações sobre a história da música. Os alunos predispostos, do nível médio ao avançado, estudam assuntos mais complexos tais como: teoria musical, harmonia funcional, rítmica, repertório para violão solo etc.    

Data(s): 05/02/2019 a 06/08/2019 - 3ª feira

Valor: $ 55

Classificação: 7 anos

Professor / Orientador: Tiago de Paula Gutstein

[Casa Kosák] VIOLA CAIPIRA

Nas aulas serão desenvolvidos conteúdos e aspectos da música tocada pela viola caipira, desde seus fundamentos mais básicos (para iniciantes) até conteúdos avançados. Serão abordados inicialmente afinação do instrumento, postura, acordes básicos e ritmos simples da música caipira. Tudo isso progressivamente, de acordo com o ritmo de cada turma.  

Data(s): 06/02/2019 a 07/08/2019 - 4ª feira

Valor: $ 55

Classificação: 7 anos

Professor / Orientador: Juliana da Silva Pedro

[Casa Kosák] VIOLÃO

A abordagem metodológica é específica de acordo com o desenvolvimento de cada turma. Nas aulas busca-se criar um espaço interativo e dinâmico, visando facilitar o processo de aprendizagem. Durante as aulas também se desenvolvem breves explicações sobre a história da música. Os alunos predispostos, do nível médio ao avançado, estudam assuntos mais complexos tais como teoria musical, harmonia funcional, rítmica e repertório para violão solo.  

Data(s): 06/02/2019 a 07/08/2019 - 4ª feira

Valor: $ 55

Classificação: 7 anos

Professor / Orientador: Juliana da Silva Pedro

[Casa Kosák] VIOLINO INICIANTE

Método Suzuki para iniciantes e métodos auxiliares de acordo com desenvolvimento do aluno. A metodologia específica é desenvolvida para alunos com idade a partir de 7 anos.    

Data(s): 06/02/2019 a 07/08/2019 - 4ª feira

Valor: $ 55

Classificação: 7 anos

Professor / Orientador: Juliana da Silva Pedro

Quero Utilizar este Local

A utilização de um espaço cultural público, de responsabilidade da Fundação Cultural de Curitiba, para eventos, sessões de fotos, filmagens, atividades artísticas ou para outras demandas, requer procedimentos que se iniciam a partir da solicitação de agendamento. Caso seja de seu interesse fazer uso de algum dos equipamentos, preencha todos os campos do formulário abaixo e aguarde o contato da Fundação Cultural de Curitiba.

Mas ATENÇÃO! Este formulário é apenas de solicitação e não vale como reserva. A partir das informações fornecidas, o pedido será avaliado pela comissão responsável e a liberação da utilização do espaço só será feita mediante assinatura de contrato.