Agenda de Cinema

[Cinemateca] CINECLUBE DO ATALANTE

Descrição:


Dia 09/12/17 - ANJO DO MAL, de Samuel Fuller
(Pick up on South Street: EUA, 1953, 80’)
Com: Richard Widmark, Jean Peters, Thelma Ritter, Murvyn Vye.
Skip McCoy é um batedor de carteiras, que furta uma bolsa de uma passageira no metrô. Dentre os objetos roubados está um microfilme a ser contrabandeado para o exterior por espiões comunistas, o que era desconhecido da mulher, Candy. Agentes americanos que a seguiam para identificar os espiões percebem a ação criminosa mas não conseguem deter a fuga de Skip. O ladrão depois é localizado com a ajuda da informante da polícia chamada Moe. Mesmo pressionado pela polícia e pelos agentes, Skip só pensa em enganar todos e chantagear os comunistas para conseguir um bom dinheiro pelo microfilme.

 

Dia 16/12/17 - A PONTE DAS ARTES, de Eugène Green
(Le Pont des Arts: FRA, 2004, 121’)
Com: Adrien Michaux, Natacha Régnier, Alexis Loret, Denis Podalydés, Olivier Gourmet, Camille Carraz, Jérémie Renier, Christelle Prot.
Dois jovens conectados pelo tempo: Pascal, um universitário desmotivado, e Sarah, uma cantora lírica com incertezas acerca do seu talento. As duas personagens, apesar de não se conhecerem pessoalmente, encontram-se interligadas devido à paixão pela arte e à forte atenção que lhe dedicam no seu dia-a-dia. Simultaneamente cômico e trágico, o filme aborda as inseguranças e tensões da juventude e a desorientação dos primeiros dias da idade adulta, onde é difícil definir os caminhos a seguir.

 

mais

EM TRANSE: Sessão de Curtas [17/02]

EM TRANSE: MOSTRA DE CINEMA E JORNALISMO

SESSÃO DE CURTAS

Vidas Cinzas, de Leonardo Martinelli – DOC – 15′ – Rio de Janeiro RJ
Um falso documentário sobre a atual crise social, política e econômica no Brasil, onde o governo corta as cores do Rio de Janeiro, deixando a cidade em preto e branco.

Os Anos 3000 Eram Feitos de Lixo, de Ana Luisa Meneses, Luana Rosa, Ana Elisa Alves, Clara Chroma, Cleyton Xavier, Eduardo Sa Cin – EXP – 14′ – Rio de Janeiro RJ
Montanhas de lixo pelas ruas. Pessoas cobertas de lixo e se hidratando com chorume. Lixos com um brilho neon. Lixo com holograma e som stéreo. O lixo é um outdoor de alta concorrência. O lixo é a nova moeda e seu lastro é maior que o d'ouro.

O Lamento da Serpente, de Guilherme Dacosta – FIC – 16′ – Governador Valadares MG
Se o meu passado foi lama, hoje quem me difama vive na lama também.

Translúcidos, de Asaph Luccas e Guilherme Candido – EXP/DOC – 14′ – São Paulo SP
“Translúcidos” narra a vida de pacientes presos em uma clínica de tratamento de disforia de gênero. Ali, transgêneros vivem à base de medicamentos e técnicas de aversão, fazendo um claro comentário sobre a presença de transgeneridade na Classificação Internacional de Doenças (CID).

Luiza, de Caio Baú – DOC – 15′ – Curitiba PR
“Luiza” trata da delicada relação entre uma jovem deficiente e o universo que a cerca, tendo a sexualidade como fio condutor para abordar questões como preconceito, relações entre pais e filhos, autonomia, diferenças e amor.

Eu me preocupo, de Paulo Silver – DOC – 19′ – Maceió AL
Após a morte do marido, Jande tenta reconstruir sua vida. Paulo, seu filho, procura entender a direção que as coisas tomaram.

Acompanhe pelo evento no facebook: https://goo.gl/YpqMck

mais

EM TRANSE: Sessão de Curtas [18/02]

EM TRANSE: MOSTRA DE CINEMA E JORNALISMO

SESSÃO DE CURTAS 3

Onipresença, de Anderson Rodrigues – DOC – 9′ – São Paulo SP
Onipresença leva o espectador para dentro de campo, onde é bombardeado com sequências de imagens de diversos ângulos e que retratam a atuação dos fotógrafos, do clique à publicação – ou não – na mídia.

Candeias, de Ythallo Rodrigues e Reginaldo Farias – DOC – 19′ – Juazeiro do Norte CE
Candeias é torrente de luz, um imenso rio iluminado de fé, por sertanejos simples, a desaguar num mar de promessas realizadas e anseios pelo porvir. É o instante em que se entoa forte cada bendito e oração. É estar em Juazeiro do Norte, terra-santa inventada por Padre Cícero, e na qual no caminho, de idas e vindas, nunca ninguém se perdeu.

Travessia, de Safira Moreira – DOC – 5′ – Rio de Janeiro RJ
"Travessia" parte da busca pela memória fotográfica das famílias negras e assume uma postura crítica e afirmativa diante da quase ausência e da estigmatização da representação do negro.

Barbie Contra Ataca, de Yan Whately – DOC/EXP – 10′ – Campinas SP
Na adolescência, Yara (14 anos) perde os super-poderes da infância, que usava pra detonar a boneca mais rica do mundo. Barbie, então, contra-ataca - lançando sobre a menina indefesa a sua vingança maligna.

Fervendo, de Camila Gregório – FIC – 16′ – Cachoeira BA
Ticiane procura por momentos descontraídos enquanto tudo está fervendo.

Balança Brasil, de Carlos Segundo – DOC – 25′ – Porto Seguro BA
Um porto, um descobrimento, dois corpos em movimento.

> MESA DE DEBATES | Logo após a sessão de curtas 3

“A construção de outras (ou novas) narrativas”
com Milla Jung, Jessica Candal e Sonia Procopio

Acompanhe pelo evento no facebook: https://goo.gl/YpqMck

mais

MOSTRA ESPAÇO FEMININO: NOVAS APOSTAS DE FUTURO

«Espaço feminino» é um ciclo estável do cinema do Instituto Cervantes. A cultura cinematográfica das mulheres tem sido sempre uma das linhas de programação da instituiçãoe sua eminencia fala da importância da singularidade das criadoras e as temáticas que têma ver com a singularidade das mulheres.

Partindo de dois longas-metragens de ficção que supõem um ponto de inflexão nas duas cineastas consolidadas, como são Paula Ortiz e Leticia Dolera, o programa põe seu ponto de partida na consolidação industrial do cinema espanhol com duas obras de referência.

Dia 15/03 - RIOT GIRLS: ESPAÑOLAS EN CORTO

- Miss Wamba (Estefanía Cortés, 2017)

- Oasis (Carmen Jiménez, 2014)

- Sara a la fuga (Belén Funes, 2015)

- Waste (Laura Sisteró, Alejo Levis, 2016)

Dia 16/03 - MARÍA MOLINER (Vicky Calavia, 2016)

Dia 17/03 – A NOIVA de Paula Ortiz (La Novia, Espanha, 2015, 93’)

Dois homens, uma mulher, um amor, um desejo mais forte que a lei e que a natureza selvagem do mundo que os rodeia. Leonardo, o noivo e a noiva são um triângulo inseparável desde crianças, mas Leonardo e a noiva têm um fio invisível, feroz, impossível de romper… Passam os anos e ela, angustiada e infeliz, se prepara para o seu casamento com o noivo no meio do deserto branco, de terras salinas e ermas, onde vive com seu pai. No dia anterior à cerimônia, à sua porta chama uma mendiga idosa que lhe oferece um presente e um conselho: “No cases si não o amas”, enquanto lhe dá dois punhais de cristal. Um calafrio percorre a alma e o corpo da noiva.

Elenco: Inma Cuesta, Álex García, Asier Etxeandía, Leticia Dolera

Classificação: 16 anos

Dia 18/03 - REQUISITOS PARA SER UMA PESSOA NORMAL de Leticia Dolera (Espanha, 2015, 81’)

Maria é uma garota de 30 anos a quem a vida não lhe sorri: não tem trabalho, foi despejada de seu apartamento, sua vida romântica é inexistente e está distanciada de sua família. Numa entrevista lhe perguntam que tipo de pessoa é e, após dar-se conta de que não cumpre nenhum dos requisitos para ser considerada "normal", decide mudar.

Elenco: Leticia Dolera, Manuel Burque, Silvia Munt, Jordi Llodrá, Miki Esparbé

mais

Cursos e Oficinas

WORKSHOP DE ATUAÇÃO

NOVOS PROCEDIMENTOS PARA O ATOR DE CINEMA

Câmera, técnica Meisner e sistema orgânico

Com Tomás Rezende. 
Horário: das 19h às 22h

LABORATÓRIO DE INVESTIGAÇÃO CÊNICA O “NÃO” INCONSCIENTE DO HERÓI: desejo e contradição
Com Tomás Rezende e Marila Velloso

Horário: das 15h ás 18h

 

 

Data(s): 16/08/2017 a 20/08/2017 - 4ª, 5ª e 6ª feira, sábado e domingo

Local: Rua Claudino dos Santos, 58 -

Valor: R$ 400,00 (cada workshop) | R$ 700,00 (pacote com os dois)

Informações: (11) 99213-9214 Luciana Barone

Inscrição: lubarone@gmail.com.

VAGAS LIMITADAS.

SEMINÁRIO CINEMA DA ESCOLA – NA PERSPECTIVA DA LEI 13.006

Na perspectiva de fortalecer e ampliar a integração entre as áreas da educação e do audiovisual, a Fundação Cultural de Curitiba/FCC, a Universidade Estadual do Paraná/UNESPAR e o /Instituto Municipal de Administração Pública/IMAP, promovem uma série de encontros, de junho a novembro de 2017, para reflexão e discussão sobre o tema. Este Programa inicia com o debate sobre as repercussões da Lei 13.006 no ambiente escolar.
“Seminário Cinema na Escola – na perspectiva da lei 13.006”, direcionado para professores da Rede de Educação Básica e para profissionais da Cultura.
O objetivo do Seminário é sensibilizar os profissionais para as relações entre cinema e educação e divulgar e debater a Lei 13.006 sancionada em junho de 2014, que determina a exibição obrigatória de filmes de produção nacional, como componente curricular complementar integrado à proposta pedagógica da escola por, no mínimo, 02h mensais. A exibição regular de obras audiovisuais na escola pública traz consigo a necessidade de formulação de políticas e práticas adequadas de uso desse conteúdo que, ao aproximar os campos da educação e do audiovisual, podem significar um avanço na qualificação e formação continuada do professor.

 

DOCENTES
Solange Stecz e Ana Carolina Porto.

 

CARGA HORÁRIA TOTAL: 4 horas.

 

CERTIFICAÇÃO PELO IMAP

 

VAGAS LIMITADAS

 

INSCRIÇÕES: de 1º a 12 de junho de 2017. Para se inscrever, faça o login ou o seu cadastro (se ainda não o tiver) no Portal Aprendere: http://aprendere.curitiba.pr.gov.br/#1
Ou acesse o link : http://aprendere.curitiba.pr.gov.br/cursos/detalhes/10098.
 

Data(s): 13/06/2017

Local: Av. República Argentina, 3430 - Portão

Valor: gratuito

Classificação: adulto