Grupos

Orquestra À Base de Corda

A Orquestra à Base de Corda foi criada por Roberto Gnattali em 1998. Dedicada à pesquisa e à divulgação da música brasileira, a Orquestra possui formação instrumental ímpar – desde 2001 conta com violino, bandolim, cavaquinho, viola caipira, violão, violão 7 cordas, piano e percussão – o que confere ao grupo sonoridade bastante particular. Seu repertório procura abranger diversos períodos da história da música popular brasileira e inclui composições de seus integrantes. Os arranjos são especialmente elaborados por músicos da orquestra e por nomes como Paulo Bellinati, Maurício Carrilho, Leandro Braga, Dante Ozzetti, Jayme Vignoli, Mario Manga, André Abujamra, Paulo Aragão, Josimar Carneiro.

Participou no 8º Festival Brasil Instrumental de Tatuí e no Acorde Brasileiro em Porto Alegre. Em 2008 lançou seu primeiro CD, intitulado Antiqüera, ao lado do violeiro Roberto Corrêa, tendo sido indicado para o Prêmio Rival. Em 2009, ao lado de Roberto Corrêa, participou da gravação do programa Instrumental SESC Brasil, em São Paulo. A Orquestra também lançou o CD nosso som onde os músicos prestam a mais que justa homenagem a Osiel Fonseca, músico, arranjador, compositor e tudo mais que a música permite exercer. Entre suas apresentações mais importantes estão às realizadas nas Oficinas de Música de Curitiba, virada Cultural, Corrente Cultural.

Já se apresentou com nomes renomados como, Mônica Salmaso, Roberto Corrêa, Ceumar, Pedro Amorim, Dominguinhos, Joel Nascimento, Andréa Ernest Dias, Caíto Marcondes, Maurício Carrilho, Zé Renato, Ná Ozzetti, Renato Borghetti, André Abujamra, Carlos Malta, Dimos Goudarolis, Zeca Baleiro, Paulinho da Viola, Elza Soares, Diogo Nogueira, Paulo Moska, Lenine, Jane Duboc, Martinho da Vila, Fátima Guedes e Mestrinho.

Direção Artística: João Egashira

Violonista, bandolinista, arranjador e compositor. Natural de Santo André, SP, desenvolveu sua carreira artística em Curitiba, onde reside. Estudou violão com Carlos Todeschini, Valdomiro Prodóssimo e Henrique Pinto, e harmonia com Vicente Ribeiro e Ian Gest. Apresentou-se ao lado de nomes como Paulo Bellinati, Altamiro Carrilho, Paulo Sérgio Santos, Izaías e Israel. Como integrante do grupo Conversa Fiada, foi classificado para a primeira edição do Premio Visa de MPB Instrumental. Foi vencedor do Prêmio Nabor Pires Camargo, ao lado do bandolinista Daniel Migliavacca, com quem atualmente forma um duo.

Especialista em Música Popular Brasileira pela Faculdade de Artes do Paraná, foi orientado por Marcos Napolitano em seu trabalho “O Choro em Curitiba”. João Egashira foi professor do Conservatório de MPB de Curitiba entre 1996 e 2005. Ministra aulas de violão na Oficina de Música Popular Brasileira de Curitiba desde o ano de 2002. É um dos criadores do Clube do Choro de Curitiba. Dirigiu, no ano de 2004, o I Festival Nacional Curitiba no Choro, com a participação de compositores do Brasil, Argentina, Canadá, Estados Unidos e Holanda, e, nos anos de 2001 e 2002, o Projeto Naquela Mesa, no qual se apresentaram mais de cem artistas em concertos semanais. Recebeu da Câmara Municipal de Curitiba, em 2003, voto de congratulações por serviços prestados ao desenvolvimento da Cultura em Curitiba. É Diretor Musical da Orquestra À Base de Corda desde 2001 e Diretor de Música Popular Brasileira e tecnologia da Oficina de Música de Curitiba.

Assistente de direção: Julião Boêmio

Helena Bel – violino
Renan Bragatto – bandolim
Julião Boêmio – cavaquinho
Junior Bier – viola caipira
João Egashira – violão
Vinícius Chamorro – violão 7 cordas
Wagner Bennert – contrabaixo
Luís Rolim – bateria
Joã Kluber - piano

Fale com a Orquestra
Produtora: Bete Carlos
(41) 3321 2855
ecarlos@curitiba.pr.gov.br

 

Agenda