Agenda de Artes Visuais

[Casa Romário Martins] Exposição “A.Weiss, pioneiro da fotografia paranaense”

Composta por 60 imagens históricas realizadas pelo fotógrafo, no período entre 1890 a 1950. O conjunto faz parte de um dos acervos mais ricos da fotografia paranaense, pelo registro de inúmeros aspectos da sociedade da época.

A curadoria é do fotógrafo Orlando Azevedo, que adquiriu o acervo há cerca de 20 anos, quando muitas imagens estavam prestes a se perder. Foram resgatadas quase 3 mil chapas de vidro originais, em diversos formatos, entre retratos em estúdio, residências e localidades rurais.

Pioneiro - Augusto Weiss nasceu na Áustria e chegou ao Brasil em 1890 com seu irmão José Weiss. Aprendeu o ofício com A. Volk, destacado fotógrafo do século XIX na cidade de Curitiba. Inicialmente em sociedade com seu irmão, e depois com seu filho Alberto, montou a Foto Progresso, localizada na Rua São Francisco. Posteriormente, os irmãos tomaram rumos diferentes, seguindo carreiras solo por conta de divergências. Seu filho Alberto prosseguiu com o ofício no Foto Moderno, na Rua Marechal Deodoro, numa casa que existe até os dias de hoje em frente à agência dos Correios.

Vários aspectos tornam relevante o acervo e a exposição, como o registro da colonização de imigrantes italianos, poloneses e ucranianos no Brasil, e a formação de novas vilas e povoações na paisagem de mata de araucárias. Casamentos, ritos e retratos também foram uma constante em sua obra, de extrema qualidade técnica e rigor profissional. Weiss viajava duas vezes ao ano para comprar chapas de vidro e químicos na Alemanha. Naquela época, levava-se quatro dias de carroça até Paranaguá para, então, embarcar em um navio.

 

O projeto da exposição foi realizado por meio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Fundação Cultural e Prefeitura Municipal de Curitiba.

 

mais

[Museu Municipal de Arte] IMAGEM EM PROFUSÃO: INTERSECÇÕES DA COLAGEM EXPANDIDA

No momento congelado entre o real e o falso, em meio à enxurrada cotidiana de ícones e representações, entre camadas de imagens espontâneas e identidades fabricadas, existe uma lacuna entre a arte e a vida. É um vulto no canto do olho durante uma transação financeira, escutamos seu eco na balada da propaganda de cigarro e no silêncio do cinema mudo memético. É a auréola do artista retirada da sarjeta e colocada num pedestal, ainda enlameada. É o espectro materializado pelo carro possante na auto-estrada, simultaneamente concreto enquanto bolha de separação urbana e abstrato como estilo de vida. A tautologia daquilo que é bom porque aparece, e aparece porque é bom. É a reificação, é o fetiche, é o espetáculo. É a imagem de um rosto humano sendo sobreposta à imagem de um rosto humano sendo sobreposta à imagem de um rosto humano - para sempre. Nesse excesso sem fim de cópias e simulacros encontramos a Colagem na curiosa posição de linguagem oficial da comunicação fragmentada e assíncrona da contemporaneidade. Enquanto ferramenta de desconstrução e ressignificação de poéticas, ela sintetiza contextos visuais de naturezas diversas com seus processos de criação, traduzindo recortes de cultura em transgressão subjetiva. Enquanto metodologia de aglomeração
de conceitos, ela preenche o hiato entre pintura e escultura, entre vídeo e performance, entre artista e audiência. A fotografia se torna a catalogação de narrativas que se fragmentam na exuberância das cores plásticas de rótulos de produtos aglomerados e objetos encontrados que emolduram vídeo-sequências em loop. Com o objetivo de vislumbrar o potencial da Colagem como linguagem intermediária entre as demais formas de expressão artística, o Clube da Colagem de Curitiba convida essa seleção de artistas para investigar a área cinza da intertextualidade e abordar suas pesquisas individuais através da perspectiva da Colagem em Campo Expandido.

 

Artistas participantes:
Adriana Tabalipa
Amorim
Beatriz Oliveira e Marcos Hadlich
Bomju Coelho
Catenzaro
Cintia Ribas
Eliane Prolik
Fabio Noronha
Guita Soifer
Manuela Eichner
Mariana Barros
Marcelo Romero
Mario de Alencar
Rafael Schwab
Pierre Lapalu
Vantees

 

mais

[Museu Municipal de Arte] JOVENS ARTISTAS CHINESES

Com o crescimento da China e a crescente abertura de sua sociedade, os jovens artistas chineses – imersos em um contexto global e capacitados pela sua própria percepção dos tempos, conhecimento e liberação espiritual individual – estão libertando-se de certos tipos de gêneros ou escolas de arte e mostrando um tom mais pesado de experiência pessoal, criando, assim, seu próprio espaço semântico. Com seus olhos apurados, estão redescobrindo, recebendo e processando as varias mensagens da sociedade.

Estes artistas estão capturando, com símbolos e visuais, uma interpretação completamente nova dos valores humanos referentes ao tempo, vida, regras e ambiente, juntamente com realidades sociais, expressando-se através de uma linguagem artística contemporânea e internacional baseada nos valores tradicionais e culturais chineses acoplados a diferentes contextos, perspectivas e modos de representação.

A mostra exibe obras de uma nova geração de jovens artistas chineses que expressam sua visão sobre o homem e a natureza com a mais autentica lógica visual e inspiração artística. Diante do novo cenário histórico da Rota Marítima da Seda do século XXI, esperamos com esta mostra construir uma ponte de comunicação, estimular a compreensão e amizade mutua entre os novos artistas contemporâneos chineses e o mundo, inspirar o publico através de diferentes formas de interações e vínculos e, assim, melhorar o nível de troca cultural entre os jovens para que possam sentir o pulsar dos tempos e a ressonância do espírito.


Curador Zhang Zikang

 

mais

Cursos e Oficinas

FIGURA CONTEMPORÂNEA

Anatomia e modelo vivo

Data(s): 12/11/2017 a 14/11/2017 - 2ª e 3ª feira e domingo

Local: Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533, Solar do Barão - Centro

Valor: R$ 400,00

Professor: Gustavo Diaz

FIGURA CONTEMPORÂNEA

Anatomia e modelo vivo.

Data(s): 12/10/2017 a 14/10/2017 - 5ª e 6ª feira e sábado

Local: Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533, Solar do Barão - Centro

Valor: R$ 400,00

Professor: Gustavo Diaz

PINTURA EM TELA

 

Data(s): 01/08/2017 a 01/12/2017 - 2ª e 4ª feira e sábado

Local: Rua Santa Bertila Boscardin, 213, Rua da Cidadania - Santa Felicidade

Valor: R$ 55,00

HISTÓRIAS EM QUADRINHOS/HQ

 

Data(s): 01/08/2017 a 01/12/2017 - 5ª feira

Local: Rua Santa Bertila Boscardin, 213, Rua da Cidadania - Santa Felicidade

Valor: R$ 55,00

DESENHO ARTÍSTICO

 

Data(s): 01/08/2017 a 01/12/2017 - 4ª feira

Local: Rua Santa Bertila Boscardin, 213, Rua da Cidadania - Santa Felicidade

Valor: R$ 55,00