Notícias

03.02.2020Escola de samba homenageia a dama do teatro paranaense

Um dos maiores campeões do carnaval curitibano, com 9 títulos conquistados, o Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Acadêmicos da Realeza traz este ano um samba enredo que homenageia a grande dama do teatro paranaense, Lala Schneider.

Atual vice-campeão do carnaval de Curitiba inspirado no trabalho da atriz, que também era comediante, quer trazer ao público que comparecer ao desfile, no dia 22 de fevereiro, na Rua Marechal Deodoro, muita alegria e diversão aos foliões.

“Esse era um enredo que nós guardávamos aqui na gaveta da Realeza há alguns anos. A história da Lala é fantástica ela é uma princesa de Curitiba e nós estamos muito contentes em poder fazer esta homenagem”, disse o vice-presidente da Realeza, Paulo Roberto Scheunemann.

Acompanhado do Cônsul-Geral Interino do Japão, Sr. Kazuu Wakaeda, o prefeito Rafael Greca fez questão de comparecer a um dos ensaios da escola de samba do bairro Mercês.

“Comparecer ao ensaio da escola foi muito emocionante. Este ano a escola leva para a avenida a vida e a obra da primeira dama do teatro paranaense, a imortal Lala Schneider, e isso nos enche de orgulho e saudades. Ao mesmo tempo pude mostrar ao Cônsul Interino Japonês que as baterias de nosso samba lembram, porque não, os lendários tambores japoneses. A festa em 22 de fevereiro promete”, disse Greca.

Ao todo a Acadêmicos da Realeza vai contar com 450 integrantes e a bateria fica a cargo do Mestre Dan.

Lala Schneider

Lala Schneider iniciou a carreira em 1950 na peça "O poder do amor", no Teatro de Adultos do Serviço Social da Indústria (Sesi) e foi uma das fundadoras do Teatro de Comédia do Paraná.

Ao longo dos seus 57 anos de carreira, Lala fez inúmeras montagens e ganhou 16 prêmios, entre eles o Troféu Gralha Azul na categoria melhor atriz, em 1984-1985 (por "Colônia Cecília") e em 1992-1993 (por "O vampiro e a polaquinha").

Em 1994 foi homenageada com a inauguração de um teatro em Curitiba com o seu nome, o Teatro Lala Schneider.

A atriz também foi diretora e professora de interpretação. Ela faleceu em 2007 aos 80 anos.

LETRA DO SAMBA DA ACADÊMICOS DA REALEZA 2020

"Lala" Laiá
O samba é a minha homenagem
À diva da arte, talento imortal
Em cena, a estrela do meu carnaval

Abram as cortinas
Deixa o pranto rolar
A luz da ribalta não se apagará
Do céu ao firmamento
Conduz a inspiração
Emana o "poder do amor"
Traduz a emoção
"Me ensina a viver" em meio a arte
Carrega o estandarte ao prêmio maior
Com a Gralha Azul… de norte a sul

Na garra da águia "misterius" no ar
A Realeza vai te emocionar
Seu nome gravado na eternidade
"Vovó" conta histórias pra toda cidade

A "lua cheia de amor" faz brilhar o sonho da menina
"Felicidade" "Tereza batista"
Mulher guerreira, marcou nossas vidas
São tantas histórias da polaquinha
Um brinde a você, artista sem igual
É Lala Schneider …
Simples, mente genial "

Escolas

Curitiba tem cinco escolas de samba no grupo especial, três no de acesso e oito blocos carnavalescos.

No grupo especial estão Mocidade Azul, Acadêmicos da Realeza, Imperatriz da Liberdade, Enamorados do Samba e Embaixadores da Alegria. O grupo de acesso é formado por Leões da Mocidade, Unidos de Pinhais e Os Internautas. Os blocos são Boêmios e Madames, Púrpura, Fogosa, Afoxé, Pretinhosidade, Unidos de Judá, Doce Cachaça e Rancho das Flores.

 

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar