Notícias

25.03.2020Alunos do Conservatório de MPB têm aulas on-line

O Conservatório de MPB de Curitiba informa medidas para diminuir o impacto na suspensão das aulas e manter a frequência dos alunos no calendário pedagógico. Além das aulas regulares on-line para os estudantes transmitidas pelo Facebook do Conservatório, em breve haverá práticas teóricas de 15 minutos abertas a todos os interessados. Os dias e horários serão divulgados em breve.

O estudo da música é uma alternativa para distrair e aproveitar o tempo ocioso em época de isolamento social. “As aulas on-line, mesmo não sendo a solução pedagógica ideal, ajudam muito. A ideia é manter viva a motivação dos alunos e fortalecer conhecimentos que tenham começado a ser estudados em sala”, comentou a coordenadora pedagógica do CMPB, Mari Lopes.

Aulas on-line
As aulas teóricas, de instrumentos e de canto serão realizadas via grupos on-line. As práticas de conjunto serão adiadas e, quando normalizada, a situação haverá reposição presencial.

A professora de canto Clarissa Bruns está aprendendo a se adaptar. “O trabalho é muito dispendioso, pois as dúvidas são sanadas individualmente. Por outro lado, o feedback deles está sendo ótimo, conseguem desfocar do tema coronavírus pra manter serenidade mental e continuar com o processo de aprendizado”, garantiu Clarissa.

Cursos de instrumentos, como o do professor Marcelo Pereira, de baixo elétrico, são em formato de vídeoconferência: todos os alunos numa sala de bate-papo estudando juntos. “Uma aula on-line é diferente do formato EAD, que são aulas pré-gravadas, o que estamos fazendo é ao vivo, em tempo real, o aluno pode tirar duvida na hora e o atendimento é mais especializado”, explicou o professor.

Aulas abertas
Os professores de Linguagem e Estruturação Musical (LEM), Harmonia Funcional, Composição e Arranjo Instrumental e História da MPB se revezarão para aulas via o Facebook do Conservatório de MPB. As aulas terão duração de 15 minutos, serão abertas ao público e permanecerão disponíveis na mídia por tempo indeterminado.

Rodrigo Marques, professor de LEM e História da MPB, buscou novas ferramentas para lecionar da melhor forma suas aulas.

“As plataformas digitais estão aí e cada vez é mais necessário o conservatório estar presente nelas e disponibilizar esse tipo de conteúdo, é uma responsabilidade social”, disse Rodrigo.

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar