Notícias

27.01.2020Curitiba festeja Ano Novo Chinês com dança

O público lotou a Ópera de Arame, na tarde de domingo (26/1), para festejar o Ano Novo Chinês e assistir ao espetáculo da Companhia Artística e Cultural da Província de Henan (China). O evento foi uma parceria da Prefeitura de Curitiba com a Embaixada da República Popular da China no Brasil.

A plateia vibrou com as demonstrações de artes marciais dos monges guerreiros do Templo de Shaolin. Também fizeram parte do espetáculo danças folclóricas com as bailarinas da Companhia de Dança de Zhengzhou. Houve ainda, na abertura, demonstrações da Dança do Leão, com integrantes da Academia de Kung Fu Wu Shu Shaolin do Norte, e da Dança do Dragão, pela Academia Sino-Brasileira de Kung Fu.

Esta foi a primeira vez que o Ano Novo Chinês foi celebrado em Curitiba. "Nossa cidade, que abriga tantas culturas, também acolhe as manifestações da comunidade chinesa. Fomos escolhidos para receber o espetáculo e isso se dá pelo reconhecimento de que somos uma cidade que valoriza a cultura”, disse a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro.

A companhia chinesa está em turnê mundial. Além de Curitiba, se apresentou também em Recife e Foz do Iguaçu. Passou pelo Uruguai e seu próximo destino é Los Angeles, nos Estados Unidos. "Com esse espetáculo queremos estreitar os laços culturais entre Curitiba e a China", disse o ministro conselheiro de Assuntos Culturais da Embaixada da República Popular da China no Brasil, Shu Jiaoping.

O assessor de Relações Internacionais da Prefeitura de Curitiba, Rodolpho Zanin Feijó, falou da importância de reforçar as relações com a China, pelas oportunidades que oferece também no setor econômico. “É um país de destaque no cenário econômico global. Curitiba só tem a ganhar com eventos como este”, disse Rodolpho Zanin.

Quem assistiu à apresentação reconheceu a beleza dessa tradição milenar, que tem se difundido pelo mundo. “Foi um momento belíssimo. A Prefeitura está de parabéns. Somos privilegiados de morar aqui", enalteceu a professora de tai chi chuan, Maria Clarisse França.

Kelly Borges Paes, moradora do Sítio Cercado, foi com a família, num total de seis pessoas. “O espetáculo foi lindo e foi uma das melhores iniciativas que a Prefeitura já realizou”, afirmou Kelly. “E o melhor, pude trazer a família inteira. Se tivesse que pagar, seria mais difícil", completou.

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar