Cursos e Oficinas

[Cajuru] CIRCUITO DE DANÇA

As apresentações são compostas pelos processos criativos dos artistas contemplados pelo Edital SOLAR 2018 e que vão estrear na MOSTRA SOLAR na Casa Hoffmann. Após as apresentações os artistas vão realizar uma conversa com o público sobre dança e sobre os processos criativos dos trabalhos apresentados.

Data(s): 21/10/2018 a 13/11/2018 - 3ª feira

Horário(s): (TER) 14h ~ 16h

Local: Av. Prefeito Maurício Fruet, 2150 , esquina com a Rua Professor Nivaldo Braga - Cajuru

Valor: gratuito

[Casa Hoffmann] SOLO “CÉU”

Com Volmir Cordeiro (BR/FR)
Em seu primeiro solo CÉU (2012), Volmir Cordeiro, doutorando em dança pela Universidade Paris 8 (France), apela diretamente ao público, tentando trazer a solidão dos condenados a se desviar e desaparecer. Da memória coletiva de mendigos, camponeses, prostitutas e refugiados, ele dança a energia e o vigor desses corpos anônimos, exultantemente livre de qualquer pretensão a um nome. Intrigado por essa parte inquietante da humanidade, estes corpos sem nome, miseráveis, vergonhosos e embaraçosos que são rejeitados pela história, Volmir explora a representação de marginais. Através de sua coreografia, procura adicionar complexidade à nossa imagem coletiva das minorias.
 

Data(s): 27/10/2018

Horário(s): 21h

Local: Rua Claudino dos Santos, 58 - São Francisco

Valor: gratuito

Classificação: 18 anos

Professor: Volmir Cordeiro

[Casa Hoffmann] SOLOS

Inscrições Gratuitas: Mediante envio e análise de breve biografia e carta de interesse
(Oficina com Volmir Cordeiro (BR/FR))
Fazer um solo, partir de si, sair de si, revoltar o self, dar um choque na identidade, aflorar a singularidade, suspender o eu, tornar-se um tu, um nós, um qualquer, um ninguém. Dar-se conta de si não é nada evidente. Como construir um solo permite perceber que nenhum solo pode ser/estar indiferente das suas condições sociais de emergência; e que nenhum solo se dá sem já estar implicado num conjunto de relações que o retiram de um projeto puramente pessoal. Um bailarino solista conta a história das suas relações: com o mundo, com a dança, com o seu corpo, com seu rosto, com aquele para quem ele dança. Fazer um solo não é o mesmo que falar de si. Um solo é um conjunto de responsabilidades tomadas aparentemente só, mas que são, prioritariamente, a argumentação de um conjunto de relações autoprovocadas. A oficina pretende abrir e estender essas questões com aqueles que estão tentados a solar.
Vagas: 20
 

Data(s): 24/10/2018 a 26/10/2018 - 4ª e 5ª e 6ª feira

Horário(s): (QUA ~ SEX) 14h ~ 18h

Local: Rua Claudino dos Santos, 58 - São Francisco

Inscrição: gratuita

Valor: gratuito

Classificação: 16 anos

Professor: Volmir Cordeiro

Anterior Páginas: 1 2 Próxima