Agenda de Cinema

Festival In-Edit Brasil

Programação

Dia 16
O BARATO DE IACANGA
(Brasil, 2019, Documentário, Musical, 1h30min)
A história do Festival de Águas Claras, o lendário festival ao ar livre de música brasileira que, fazendo sucesso entre a década de 1970 e de 1980, ficou conhecido por muitos como o Woodstock do Brasil. Unindo entrevistas com artistas e fundadores do evento à imagens de arquivo de shows históricos e bastidores, o documentário relembra a trajetória que tornou o festival um símbolo da contra cultura no país.
Direção: Thiago Mattar
Classificação:16 anos

Dia 17
AMIGO ARRIGO
(Brasil, 2019, Documentário, 1h25min)
Arrigo Barnabé, artista pertencente à vanguarda paulista dos anos de 1970 e 1980, revisita a trajetória de sua carreira, até os dias de hoje. Além disso, o talento diverso de Barnabé também é apresentado, revirando suas obras como ator e compositor de música religiosa, ópera, dentre outros ritmos.
Direção: Alain Fresnot e Junior Carone
Classificação: livre

Dia18
16h30 - Sala de Cursos
DEBATE: O DOCUMENTÁRIO MUSICAL NO BRASIL
Com Marcelo Aliche, diretor artístico do In-Edit Brasil

Dia 18
FEVEREIROS
(Brasil, 2018, Documentário, 1h13min)
O documentário foi responsável por registrar a vitória da escola de samba carioca Estação Primeira de Mangueira em 2016, que teve um enredo homenageando a cantora baiana Maria Bethânia. Além de filmar a escola e os preparativos do barracão, a produção ainda acompanhou a cantora nas festas da Nossa Senhora da Purificação, na Bahia.
Direção: Marcio Debellian
Classificação: livre

Dia 19
CLEMENTINA
(Brasil, 2018, Documentário, 1h15min)
Revelada para o mundo apenas aos 62 anos, a cantora e compositora Clementina de Jesus rapidamente tornou-se um dos maiores expoentes do samba, influenciando toda uma geração de Música Popular Brasileira e estabelecendo uma nova ponte entre Brasil e África.
Direção: Ana Rieper
Classificação: livre

Dia 21
RUMO
(Brasil, 2019, Documentário, 1h17min)
O Grupo Rumo, criado durante a década de 1970, foi um dos mais importantes grupos musicais do movimento histórico e cultural conhecido como a Vanguarda Paulista. Através de entrevistas, animações e imagens de arquivo, o documentário relembra sua trajetória em meio a um momento tão efervescente da música brasileira.
Direção: Flavio Frederico e Mariana Pamplona
Classificação: livre

Dia 22
ULTRAJE
(Brasil, 2018, Documentário, 1h32min)
Uma das bandas mais reconhecidas do cenário musical brasileiro das últimas décadas, o Ultraje a Rigor invadiu os rádios e TVs na década de 1980. No fim da Ditadura Militar a banda estava por toda parte no dia a dia dos brasileiros. É assim que começa a trajetória do grupo, que tem sua carreira e a vida de seus membros, especialmente o líder, Roger, expostas nesse documentário.
Direção: Marc Dourdin
Classificação: 12 anos

Exibição: Sala Luz

 

mais

Festival Ópera na Tela

Programação

Dia 16
FALSTAFF
(De Giuseppe Verdi – Ópera do Estado de Berlim
Comédia lírica em três atos, 140’)
Falstaff é um homem sem escrúpulos, que recorre à mentira para zombar e se aproveitar de todos ao seu redor. Depois de tentar conquistar mulheres casadas, invadir e roubar a casa de um homem e demitir injustamente seus criados, ele está na mira de todos aqueles a quem prejudicou.
Diretor: Mario Martone
Libreto de Arrigo Boito baseado em As alegres comadres de Windsor e trechos de Henrique IV, de William Shakespeare.
Elenco: Lucio Gallo (sir John Falstaff), Alfredo Daza (Ford), Francesco Demuro (Fenton), Jürgen Sacher (dr. Caius), Stephan Rügamer (Bardolfo), Jan Martiník (Pistola), Barbara Frittoli (mrs. Alice Ford), Nadine Sierra (Nanneta), Daniela Barcellona (mrs. Quickly), Katharina Kammerloher (mrs. Meg Page)
Classificação: 14 anos

Dia 17
ORFEU E EURÍDICE
(De Christoph Willibald Gluck – Teatro Alla Scala de Milão
Drama em três atos, 129’)
Orfeu chora a morte de sua esposa, Eurídice, e decide pôr fim à vida ao ficar sabendo, por Amor, que Júpiter, comovido pela sua dor, permite que ele vá buscar Eurídice no Inferno, impondo como única condição a promessa de não se virar para trás e olhar sua mulher enquanto faz o caminho de volta.
Diretores: Hofesh Shechter e John Fulljames
Libreto de Pierre Louis Moline, com base no libreto original de Ranieri de’ Calzabigi
Elenco: Juan Diego Flórez (Orfeu), Christiane Karg (Eurídice), Fatma Said (Amor).
Classificação: 12 anos

Dia 18
RIGOLETTO
(De Giuseppe Verdi – Festival de Bregenz, Ópera em três atos, 125’)
O bobo da corte do duque de Mântua, Rigoletto, é odiado por todos, especialmente pelo conde Ceprano, cuja esposa o duque deseja. Amaldiçoado pelo conde Monterone, Rigoletto tem sua filha Gilda raptada e cortejada pelo duque disfarçado. Caindo numa cilada, Rigoletto contrata o assassinato da própria filha, pensando ser para o duque, e cai em desespero.
Diretor: Philipp Stölz
Libreto de Francesco Maria Piave, baseado na peça Le Rio s’amuse, de Victor Hugo
Elenco: Vladimir Stoyanov (Rigoletto), Mélissa Petit (Gilda), Stephen Costello (Duca), Miklos Sebestyen (Sparafuccile).
Classificação: 14 anos

Dia 19
LA TRAVIATA
De Giuseppe Verdi – Ópera Nacional de Paris
Ópera em três atos, 135’)
Numa noite de boemia em Paris, Alfredo Germont, jovem de uma família respeitável da região da Provence, apaixona-se por Violetta, uma conhecida cortesã. Também atraída por ele, Violetta abandona sua profissão para se entregar – sem reservas – a Alfredo. Contudo, o pai de Alfredo, em nome do decoro burguês, convence Violetta a romper relações com o seu filho. Ela escreve então uma carta a Alfredo anunciando o rompimento, porém, sem revelar o motivo real de sua decisão. A tuberculose, que ela já havia contraído, volta se manifestar com toda a força. Um mês depois, Alfredo fica sabendo pelo pai que Violetta jamais deixou de amá-lo e que ela sacrificou seu amor para preservar a reputação do amante.
Diretor: Simon Stone
Libreto: Francesco Maria Piave, baseado no romance A dama das camélias, de Alexandre Dumas Filho.
Elenco: Pretty Yende (Violetta Valéry), Benjamin Bernheim (Alfredo Germont), Catherine Trottmann (Flora Bervoix), Christian Helmer (Barão Douphol), Marion Lebègue (Annina), Jean-François Lapointe (Giorgio Germont)
Classificação: 14 anos

Dia 21
OS CONTOS DE HOFFMANN
(De Jacques Offenbach – Ópera Nacional da Holanda
Ópera fantástica em um prólogo, três atos e um epílogo, 165’)
A trama acompanha as decepções amorosas do escritor alemão E. T. A. Hoffmann, o narrador e herói da obra. Três épocas, três paixões, três mulheres: Olympia, Antonia e Giulietta. Cada uma das histórias é marcada pela intervenção destruidora de um mesmo personagem maléfico.
Diretor: Tobias Kratzer
Libreto de Jules Barbier.
Elenco: Nina Minasyan (Olympia), Ermonela Jaho (Antonia), Christine Rice (Giulietta), Irene Roberts (a Musa), John Osborn (Hoffmann), Erwin Schrott (Lindorf/Coppelius/dr. Miracle/Dapertutto).
Classificação: 14 anos

Dia 22
DON GIOVANNI
(De Wolfgang Amadeus Mozart – Ópera Nacional de Paris
Drama giocoso em dois atos, 184’)
Mesmo tendo supostamente seduzido uma lista interminável de mulheres, Don Giovanni fracassa em suas investidas junto a Donna Anna, a Zerlina e à criada de Donna Elvira. Ele é apresentado aqui como um mitômano, que recorre mais ao poder, à intimidação e à força do que à sedução.
Diretor: Ivo van Hove
Elenco: Étienne Dupuis (Don Giovanni), Ain Anger (Il Commendatore), Jacquelyn Wagner (Donna Anna), Stanislas de Barbeyrac (Don Ottavio), Nicole Car (Donna Elvira), Philippe Sly (Leporello), Mikhail Timoshenko (Masetto), Elsa Dreisig (Zerlina)
Classificação: 14 anos

 

mais

Cursos e Oficinas

Nenhum curso com o critério selecionado.