Notícias

10.09.2019Oceano e vida marinha são temas de filme e debate na Cinemateca

Metade da toda a vida marinha foi perdida nos últimos 40 anos. Em 2050, haverá mais plástico do que peixes nos mares. Esse dado – e outros tão duros quanto – serão apresentados no documentário Blue, Triste Oceano, filme de debate e estudo que o grupo Nós e o Meio Ambiente da Fundação Cultural de Curitiba exibe na Cinemateca nesta quarta-feira (11/9), às 14h.

Após a sessão, especialistas da oceanografia ligados a organizações ambientalistas participam de uma mesa de discussão. Estão confirmadas a presença de Natalie Unterstell, mestra em políticas públicas em Harvard, Thaynara Furtado, consultora e analista de energia solar na 8.2 Group e.V, e de Luan Prados Calegari, coordenador da Sea Shepherd Brasil no Paraná.

“As atividades devem alertar sobre a situação atual dos mares e mostrar que todos temos condições de ajudar a melhorar esse caótico cenário”, afirmou Calegari.

Blue, Triste Oceano
Diferente do que imaginamos nos últimos séculos, o oceano não é um lugar de recursos ilimitados, imune à mudança e ao declínio. Através de entrevistas com apaixonados ativistas, o filme desvela a história das mudanças em nosso oceano para defender a necessidade de preservá-lo.

As filmagens foram revezadas entre países como Austrália, Havaí, Indonésia e Filipinas.

Serviço: exibição do filme e debate – Blue, Triste Oceano
Data: quarta-feira (11/9)
Horário: das 14h às 18h
Local: Cinemateca de Curitiba (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1.174, São Francisco)

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar