Agenda de Cinema

[Cinemateca] FESTIVAL DE CINEMA EUROPEU

10/05, 17h: O BACKERER IV: PRIMAVERA DE PRAGA
(Áustria, 2003, drama, 90’, 6 anos)
O açougueiro Karl Bockerer de Viena, que já foi protagonista em três outros filmes da história da Áustria, vai casar no ano 1968 a sua empregada Anna, é convidado pelo filho adotivo à cidade de Praga na ex república Tchecoslováquia; para passar a lua de mel. Mas com a chegada da “Primavera de Praga”, na época do comunismo, causam muitos problemas e confusões para a família Bockerer.

19h: ZEUS
(Portugal, 2016, drama, 115’, 12 anos)
Esta é a história real de Manuel Teixeira Gomes. Um escritor de ótima literatura erótica é eleito Presidente da República – caso único no mundo. Promove políticas reformistas, apoia os operários, combate a banca.

11/05, 17h: VOX POPULI
(Países Baixos, 2008, comédia, 100’, 12 anos)
Jos Fransen é um político veterano que enfrenta uma crise de meia-idade. Ele é o líder do partido de esquerda Rood-Groen, mas ultimamente o partido não está indo bem nas pesquisas. Através dos olhos de Sjef e Nico, Jos está começando a perceber como “as pessoas” enxergam a política.

19h: VINCENNES, A UNIVERSIDADE PERDIDA
(França, documentário, 130’)
Aberta a todos, a universidade de Vincennes, criada no outono de 1968 e destruída em 1980, encarnava a possibilidade de outro sistema de ensino. Entre nostalgia e reflexão, este documentário homenageia uma história esquecida.

12 MAI | 17h: A MÁFIA MATA SÓ NO VERÃO
(Itália, 2013, comédia, 85’, livre)
Ambientado na Sicília contemporânea, o filme e o conto tragicômico da vida de Arturo, que desde jovem cruza o caminho da máfia. Ele é uma criança particularmente sensível às peculiaridades que ocorrem diariamente na sua cidade e sofre o mesmo destino de todos os jovens jornalistas e ativistas que enfrentaram a verdade de frente e que muitas vezes tornam-se vítimas da máfia.

19h: SANGUE NAS ÁGUAS
(Hungria, 2006, drama, 123’, 16 anos)
Uma nação cujo sonho de liberdade foi devastado, encontra seu rival em um campo de batalha diferente neste filme inspirado em uma história real. A heroica revolução húngara de 1956 que se passa em Budapeste e nos Jogos Olímpicos de Melbourne em outubro e novembro desse ano. Enquanto tanques soviéticos arrasavam seu país a equipe húngara de polo aquático vencia os soviéticos na disputa de polo aquático mais violenta da história.

13 MAI | 17h: EM NOME DA PAZ: JOHN HUME NA AMÉRICA
(Irlanda, 2017, documentário, 90’, livre)
Explorando a campanha de décadas do vencedor do Prêmio Nobel, John Hume, para garantir a paz na Irlanda do Norte, Maurice Fitzpatrick revela como Hume, inspirado por Martin Luther King e emergindo das ruas revoltantes da Irlanda do Norte, recrutou um exército de importantes Chefes de Estado para a causa.

19h: A HISTÓRIA DA LINHA VERDE
(Chipre, 2017, drama, 113’, 16 anos)
Uma história na “linha verde” de Nicósia, onde um muro de barricadas e arame farpado divide uma cidade e um país. Um soldado cipriota grego e um soldado cipriota turco guardam seus postos em lados opostos da linha e fazem um acordo para visitar suas antigas vilas. Um viagem perigosa com motivos secretos.

15/05, 17h: PROTETOR
(República Tcheca, 2015, comédia, 92’, 12 anos)
Vlasta é uma enfermeira particular que vive para a família e para os seus pacientes. Mas então, um dia as coisas mudam e Vlasta é forçada a enfrentar seus próprios problemas de saúde. Buscando uma cura alternativa, dessa vez é ela quem precisa de cuidados.

19h: SE NÃO NÓS, QUEM?
(Alemanha, 2010, drama, 124’, 12 anos)
No início dos anos 60, em meio à atmosfera da Alemanha Oriental, Bernward conhece e se apaixona pela colega de universidade Gudrun Ensslin. Filhos de pais com papeis importantes no governo Hitler, o casal, abre uma pequena editora, causando polêmica logo no primeiro trabalho.

16 MAI | 17h: PALME
(Suécia, 2012, documentário, 105’, 7 anos)
Em 1986, o Primeiro Ministro da Suécia, Olof Palme, foi baleado abertamente nas ruas de Estocolmo. Naquela noite de fevereiro, a Suécia transformou-se. O filme PALME trata sobre sua vida, tempo e a Suécia que ele criou. Durante a sua vida, Palme foi transportado dos enredos da classe alta para tomar o seu lugar entre os democratas socialistas. Olof Palme foi um menino do escalão dos privilegiados que acabou criando a sociedade mais igualitária do mundo.

19h: O ATIRADOR
(Dinamarca, 2013, Thriller político, 89’, livre)
No drama, o novo governo dinamarquês, contrariamente às suas promessas eleitorais, anuncia extração de petróleo na Groenlândia. Isso gera uma violenta reação pública frente aos novos planos que prejudicam o meio-ambiente. O pesadelo da democracia se transforma em uma realidade assustadora e agora um atirador está em liberdade nas ruas de Copenhague.

Ingresso: gratuito

Data(s): 10/05/2018 a 16/05/2018 - 3ª, 4ª, 5ª e 6ª feira, sábado e domingo

Horário(s): 17h | 19h

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar