[Museu da Gravura] TRAÇOS CURITIBANOS: CAPITAIS BRASILEIRAS

A exposição é fruto de um projeto financiado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Foram 2 anos de trabalho desde a pesquisa até a execução das ilustrações, criadas manualmente em papel color plus e mi-teintes. Os desenhos foram recortados e colados em coloridos painéis, formando o retrato de cada capital a partir da soma exclusiva dos ícones arquitetônicos. No caso de cidades famosas – como Rio e São Paulo – Catenzaro fez questão de destacar as atrações menos conhecidas.

Os painéis são pequenos e do mesmo tamanho. Em 30x44 centímetros o artista conseguiu formar composições usando de 32 a 52 elementos que, segundo ele, sintetizam a diversidade cultural brasileira. “São muitas coisas belas mas que também comunicam, ajudam a contar a história dessas cidades por meio de suas construções e dos seus monumentos”, resume ele, que se define como um designer apaixonado por arquitetura e por Curitiba.

A fase de pesquisa, conta Catenzaro, foi fonte de surpresas. “Nunca estive em muitas dessas cidades e não imaginava a riqueza que elas reúnem”, diz. Como exemplo, cita Macapá, capital do Amapá, norte do Brasil. Lá, descobriu a fortaleza – a maior da América Latina – que nunca foi usada para fins militares.

“Pouca gente sabe dessas peculiaridades e não valoriza o que está distante, do outro lado do País”, explica. Para ele, o conhecimento e a admiração pela diversidade cultural podem ser recursos para banir o preconceito. “Somos um só povo, com suas características e riquezas culturais que devem ser conhecidas, admiradas e respeitadas para fortalecer a nossa unidade”, defende.

Por isso, ressalta, o ponto alto do projeto será a distribuição, na rede municipal de ensino, de um livro de 128 páginas que apresenta as capitais brasileiras aos estudantes por meio de suas igrejas, pontes e monumentos. O material é interativo. “O foco é a escola porque é nos estudantes que devemos investir para construir um Brasil mais solidário”, conclui.

 

 

Ingresso: gratuito

Data(s): 12/04/2019 a 05/07/2019 - 3ª, 4ª, 5ª e 6ª feira, sábado e domingo

Horário(s): Terça a sábado, das 9h às 18h | Domingo, das 12h às 18h

Público Dirigido: não

Classificação: livre

Espaço Cultural:

Museu da Gravura Cidade de Curitiba

avise-me na véspera

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar