20.01.2020Verão e música ao ar livre pelos parques

Jazz no Tanguá, tango no Barigui, choro no Lago Azul, e jazz no Bacacheri. Não só de palcos fechados vive a 37ª Oficina de Música. Pelos quatro cantos da cidade, os parques curitibanos estão no roteiro do evento, juntando música com a programação do Verão Curitiba. Tudo de graça!

Do mais central como o Passeio Público ao Náutico (Alto Boqueirão), a Oficina de Música leva apresentações para oito parques: Tingui e Bosque do Papa também estão na lista de palcos abertos, além do Belvedere, imóvel histórico no São Francisco que foi completamente restaurado e entregue pelo prefeito Rafael Greca em dezembro passado.

Happy hour no deck

O Parque Tanguá terá uma programação especial, com jazz rolando às 18h, no deck do lago do parque. Para quem quiser aproveitar, as apresentações serão de terça-feira (21/1) a sexta-feira (24/1).

Ainda no Tanguá, a Orquestra Sinfônica da Oficina de Música executará clássicos do rock, um concerto apoteótico ao entardecer de domingo (19/1).

Os músicos seguirão para o parque na garupa de motociclistas. É a tradicional carona solidária. Um motociclista leva na garupa um músico da Oficina para um grande concerto ao ar livre, no Tanguá.

A largada da Carona Solidária será ao som de um trio de blues, em frente do Teatro Guaíra, às 16h30.

Linha Turismo

Pela terceira vez seguida, a Linha Turismo também vira palco da Oficina de Música de Curitiba. No domingo (26/1), os gaiteiros da Orquestra Harmônicas de Curitiba embarcam junto com os turistas que podem apreciar a paisagem da cidade e o som da música ao vivo.

No Parque Tingui, o encerramento da viagem musical fica com a música celta da banda curitibana Triskel.

O Passeio Público tem uma programação especial, com concertos para agradar crianças e adultos.

Parceiros

A 37ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização da Prefeitura de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac), da Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania e governo federal. O evento tem patrocínio da Caixa Econômica Federal.

Apoiadores: Família Farinha, Comunidade Luterana Igreja de Cristo, Igreja Bom Jesus dos Perdões, Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), Bicicletaria Cultural, Universidade Federal do Paraná, Lamusa – Laboratório de Música Sonologia e Áudio, Sistema FIEP, Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), HOG The One Curitiba, Solar do Rosário e apoio master do Teatro Guaíra e Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).

Verão Curitiba e Música ao ar livre

Parque Náutico
Sábado, 18 de janeiro – 15h30
GRUPO CLAN MAC NORSE -
Música folk Escandinava
Av. Mal. Floriano Peixoto, s/n – Boqueirão

Belvedere
Domingo, 19 de janeiro – 10h
Domingo, 26 de janeiro – 10h
CONJUNTO CHORO E SERESTA
O tradicional conjunto de choro curitibano irá se apresentar no Belvedere, construção restaurada e entregue em dezembro de 2019. Após o show no Belvedere o Grupo Choro e Seresta tocará no tradicional local de todos os domingos na Praça Garibaldi.
Praça João Cândido, s/n – São Francisco

Parque Barigui -15h30
Domingo, 19 de janeiro – 15h30
TANGO – TRIO ALEJANDRO DI NÚBILA
Av. Cândido Hartmann, S/N – Bigorrilho

Parque Tanguá
Domingo, 19 de janeiro – 17h
BANDA SINFÔNICA DA OFICINA DE MÚSICA – Parque Tanguá

Happy Hour no deck – 18h
Terça-feira, 21 de janeiro: Raul Valente – sax e Kadu Lambach – guitarra
Quarta-feira, 22 de janeiro: Ian Giller – steal drum e Alan Giller – baixo
Quinta-feira, 23 de janeiro: Celso Joabe – trompete e André Machado – guitarra
sexta-feira, 24 de janeiro: Joel Müller – violão e Leonardo dos Santos – gaita harmônica

Bosque Alemão – Oratório de Bach

Sábado, 25 de janeiro – 15h
UMA TARDE COM BACH
Classe dos professores da 37ª Oficina de Música de Curitiba
Obra solo para violino, violoncelo, flauta, do compositor Johann Sebastian Bach

Domingo, 19 de janeiro – 15h30
QUARTETO DE CORDAS APORÁ
Violinos – Felipe Bueno e Gabriel Meca, Viola – Brenner Rozalles, Violoncelo – Gabriel Vasco. 15h30 – Oratório Bach – Rua Francisco Schaffer s/nº Vista Alegre

Parque Bacacheri
Sábado, 25 de janeiro – 15h30
O JAZZ MANOUCHE E A MPB
No Brasil, o Jazz Cigano Quinteto é referência do jazz manouche, gênero criado pelo violonista cigano Django Reinhardt na Paris de 1930. Formado por Lucas Miranda, Mateus Azevedo, Vinícius Araújo, Wagner Bennert e John Théo, desde 2009 o grupo pesquisa o estilo e se apresenta em concertos didáticos e festivais do país. Com dois álbuns lançados, apresentam composições próprias, músicas do estilo e releituras de canções da MPB além de ter uma parceria com Yamandu Costa, desde 2012.
Rua Paulo Nadolny, s/n°. – Bacacheri

Parque Lago Azul
Domingo, 26 de janeiro – 15h30
JULIÃO BOEMIO QUARTETO – GRUPO DE CHORO
R. Colomba Merlin, 831 – Umbará (próximo à Igreja do Umbará)

Parque Tingui, Memorial Ucraniano
Domingo, 26 de janeiro – 15h30
GRUPO TRISKEL
Música Celta
Rua Dr. Mba de Ferrante s/ nº – Tingui

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: SMCS

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar