02.08.2020Setor do audiovisual curitibano perde o documentarista Frederico Moschen Neto

O prefeito Rafael Greca e a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro, lamentam a morte do cineasta e produtor curitibano Frederico Moschen Neto e se solidarizam com a classe do audiovisual pela perda de um dos seus representantes mais atuantes. Frederico Moschen faleceu na tarde deste sábado (01). 

"Lamento a partida deste mundo do inquieto cineasta Frederico Moschen Neto. Peço que sua obra seja – pós pandemia – objeto de mostra na Cinemateca de Curitiba. Possam os Anjos velar seu repouso com cânticos de Glória, lá onde brilha a Divina Misericórdia. Sua admirada obra torna-se legado cultural", declarou o prefeito Rafael Greca.

Formado em Cinema e Vídeo pela Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Frederico trabalhou principalmente com cinema documental. Sua produção mais recente foi "A história da Relespública" (2019), sobre a banda de rock curitibana. Em 2015, ele realizou  o longa-metragem "Guerrilha – A trajetória da Dorsal Atlântica", em co-direção com Alexandre Aguiar, dedicado à icônica banda de heavy metal brasileiro. Posteriormente, com apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, realizou um projeto para formação de uma base de dados sobre o cinema de Curitiba entre os anos de 2001 e 2016, o "curitiba.cinema.wiki.br". Ele também ministrou oficinas de audiovisual pelo interior do Paraná. 

Aos familiares e amigos, a Fundação Cultural de Curitiba expressa suas condolências.

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar