03.09.2010Programação variada é opção para o feriado prolongado

Atrações em diversas áreas artísticas movimentam a agenda de quem permanecer em Curitiba, durante o recesso de 7 de Setembro. No fim de semana prolongado pelos feriados do Dia da Independência e Dia de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, Padroeira de Curitiba, comemorado em 8 de setembro, a cidade abriga várias opções de lazer e divertimento. Em espaços gerenciados pela Fundação Cultural de Curitiba, a programação abrange diferentes linguagens artísticas.

Confira abaixo as atrações da Fundação e descubra tudo o que Curitiba oferece acessando o link do Guia “Curitiba Apresenta ”http://www.fccdigital.com.br/Multimidia/guia_curitiba_apresenta.pdf

MÚSICA:

Mano a Mano Trio – o espetáculo do trio acontece às 20h desta sexta-feira (3) no Conservatório de MPB de Curitiba (Rua Mateus Leme, 66 – Setor Histórico), com entrada franca. Os músicos desenvolvem um repertório que engloba vários estilos, com arranjos personalizados. A formação desafiadora deixa de lado os instrumentos harmônicos e utiliza somente um instrumento solista, o clarinete de Sérgio Albach. A base fica por conta do contrabaixo elétrico de Glauco Sölter, sendo que Vina Lacerda responde pela percussão. Da moderna música instrumental brasileira ao choro tradicional, do jazz ao tango, o programa inclui obras de Hermeto Pascoal, Paulinho da Viola, Egberto Gismonti, Chick Korea, Caetano Veloso, Radamés Gnattali, Djavan e Edu Lobo, entre outros, além de músicas próprias.

Banda “O Trem Fantasma” – a apresentação da banda curitibana, às 20h de sábado (4), no TUC – Teatro Universitário de Curitiba (Galeria Júlio Moreira, s/n – Setor Histórico), integra o Projeto “Bandas fora da garagem”, financiado por edital do Fundo Municipal da Cultura. Formado em 2008, o quarteto constrói seu som inspirado na psicodelia dos anos 1960 e no rock mais pesado dos 1970. O show tem entrada franca.

Canja de Viola – um dos mais tradicionais programas de música sertaneja da cidade tem nova edição às 15h deste domingo (5), promovendo no TUC – Teatro Universitário de Curitiba (Galeria Júlio Moreira, s/n – Setor Histórico) uma verdadeira celebração da música de raiz. A entrada é franca.

11ª Festa do São Lourenço – shows, feira de artesanato e de gastronomia marcam a tradicional festa que acontece de sexta-feira a domingo (3, 4 e 5), no Parque São Lourenço (Rua Mateus Leme), com entrada franca. Na sexta (3), às 9h, está programado o Abraço ao Parque, reunindo os participantes em torno do lago. Há dez anos a Festa do São Lourenço divulga ações socioambientais, desenvolvidas pela Associação dos Moradores e Amigos do São Lourenço.

CINEMA:

A Cinemateca de Curitiba (Rua Carlos Cavalcanti, 1.174 – São Francisco) coloca em cartaz, de 3 a 9 de setembro, com sessões às 15h45, 18h e 20h15, o filme “Procurando Elly”, do diretor iraniano Asghar Farhadi. A produção mostra o retorno de Ahmad ao Irã, depois de passar anos na Alemanha. Seus amigos organizam três dias de comemoração e, sem que o resto do grupo saiba, Sepideh convida para a festa a jovem Elly, professora de sua filha. Ahmad, que acabou de se separar da esposa alemã e gostaria de começar uma nova vida com uma iraniana, vê em Elly a mulher perfeita. No dia seguinte, no entanto, ela desaparece misteriosamente. O clima entre os amigos torna-se amargo e acusatório e eles iniciam uma pequena investigação para descobrir o paradeiro da moça. Prêmio Urso de Prata de Melhor direção no Festival de Berlim 2009. Classificação 14 anos. Os ingressos custam R$5 (inteira), R$2,50 (meia) e R$ 1(domingo).

TEATRO INFANTIL:

A garotada tem diversão garantida com a peça “Alice no País das Maravilhas”, com sessão às 11h de domingo (5), no Teatro do Piá (Praça Garibaldi, 7 – Setor Histórico). A montagem narra o sonho de uma menina. Como em todo sonho, nesse também são quebradas muitas das regras que regem o mundo real. Alice, o Gato Que Ri, o Chapeleiro Louco, os dois gêmeos, o Rei e a Rainha de Copas são alguns dos principais personagens. O texto é de Evaldo Barros, sob a direção de Manoel Kobachuk. A entrada é franca.

ARTES VISUAIS:

Museu da Gravura Cidade de Curitiba (Solar do Barão – Rua Carlos Cavalcanti 533) – o museu abriga até 24 de outubro três exposições que colocam ao alcance do público diferentes linguagens das artes plásticas. Nos dias 4, 5, 7 e 8 de setembro (sábado, domingo, terça e quarta-feira), as mostras podem ser visitadas das 12h às 18h. A entrada é franca. São elas:

“Arte Brasileira nos Acervos de Curitiba – Um Percurso Junto aos Museus da Fundação Cultural de Curitiba” – com curadoria de Daniela Vicentini e Simone Landau, a mostra reúne obras pertencentes aos acervos dos museus da cidade, retratadas no livro Arte brasileira nos acervos de Curitiba, de autoria de Daniela Vicentini e Fernando Burjato. O livro pode ser adquirido na Loja da Gravura, instalada no Solar do Barão.

“O Espelho e seu Duplo” – Exposição coletiva do Grupo SALA, que reúne os artistas Dalton Reynaud, Fábio Follador, Izabella Zanchi, José Roberto da Silva, Julcimarley Totti, Lahir Ramos, Maria Lúcia de Julio e Valério Cicqueira, com curadoria de Izabella Zanchi. A proposta do grupo, segundo o crítico de arte Artur Freitas, é “pensar o lugar das imagens num mundo já abarrotado de signos visuais”.

“Vulvas Avulsas” – primeira exposição individual de Ricardo Humberto, na qual o artista resgata de seus guardados uma série de desenhos velhos, esboços e rascunhos aleatórios, compondo uma galeria de figuras estranhas e suas entidades íntimas, traçadas com um humor amargo e sem legendas.

Casa Romário Martins (Largo da Ordem) – a exposição “Factos da actualidade: Charges e caricaturas em Curitiba, 1900 –1950” é um recorte do boletim escrito pelas pesquisadoras Aparecida Vaz da Silva Bahls e Mariane Cristina Buso. São 108 imagens distribuídas em dez painéis que versam sobre os diversos temas discutidos na sociedade curitibana daquele período, como anticlericalismo, modernidade, política, condição da mulher e problemas de infraestrutura urbana. A mostra permanece aberta sábado (4), domingo (5), terça (7) e quarta (8), das 9h às 14h. A entrada é franca.

Museu de Arte Sacra de Curitiba – MASAC (Largo da Ordem) – exposição “Símbolo”, que reúne obras da artista plástica venezuelana Virginia Rojas. Tendo a cruz como referência, a artista propõe uma reflexão entre o objeto e suas representações e apropriações. A mostra permanece aberta sábado (4), domingo (5), terça (7) e quarta (8), das 9h às 14h. A entrada é franca.

PASSEIOS:

Visitar cartões postais da cidade também é uma boa opção para os feriados. Veja os horários:

Ópera de Arame e Pedreira Paulo Leminski (Rua João Gava, s/n – Pilarzinho) – aberta à visitação nos dias 4, 5, 6, 7 e 8, das 8h às 22h. Após os feriados, horário de funcionamento volta ao normal, fechando as segundas-feiras.

Memorial de Curitiba (Rua Claudino dos Santos, 79 – Setor Histórico) – aberto sábado (4), domingo (5), terça (7) e quarta (8), das 9h às 15h.

Memorial Polonês (Bosque do Papa – Rua Mateus Leme) – expediente normal para visitação, em todos os dias.

Memorial Ucraniano (Parque Tingüi) – expediente normal para visitação, em todos os dias.

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar