07.06.2011Orquestra de Câmara de Curitiba apresenta repertório de compositores do século XX

O precoce modernismo do polonês Witold Lutos?awski (1913 - 1994), o estilo revolucionário do francês André Jolivet (1905 - 1974), a maturidade musical do italiano Nino Rota (1911 - 1979) e uma peça de Dmitri Dmitriyevich Shostakovitch (1906 - 1975), um dos mais célebres compositores russos, estão reunidos no concerto que a Orquestra de Câmara de Curitiba executa neste fim de semana. As apresentações do espetáculo "Piano, Trompete e o Século XX" acontecem às 20h de sexta-feira (10) e às 18h30 de sábado (11), na Capela Santa Maria, dentro da temporada 2011 patrocinada pela Volvo.

A orquestra terá Rodrigo de Carvalho como maestro convidado e contará com as participações da pianista russa Olga Kopylova e do trompetista paulista Flávio Gabriel, dentro da proposta de fortalecer a carreira do grupo curitibano com a presença de músicos renomados. Tendo atuado como maestro titular da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo e diretor artístico da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí, Rodrigo de Carvalho também é regente convidado permanente da Orquestra Sinfônica de Budapeste (Hungria) e dedica-se à divulgação de um repertório raramente apresentado.

Responsável por várias primeiras audições, o maestro contabiliza apresentações para plateias de toda a Europa, Estados Unidos, Canadá, México e Chile, além de ter sido selecionado para os principais concursos internacionais de regência orquestral. Como regente de ópera, respondeu pela produção da ópera "O Castelo de Barba-Azul", entre outras estreias no Brasil. Também gravou um CD com obras de Villa-Lobos e tem colaborado com artistas como o lendário tecladista inglês Jon Lord - fundador da banda Deep Purple - e a cantora alemã Ute Lemper.

Piano e Trompete - A pianista Olga Kopylova e o trompetista Flávio Gabriel são os instrumentistas convidados a mostrar seu talento no concerto da Orquestra de Câmara de Curitiba. Nascida na extinta União Soviética, Olga Kopylova estudou em importantes escolas, entre elas o Conservatório Tchaikovsky, e apresentou-se nas principais salas de concerto de Moscou e outras cidades russas, em recitais solo e de câmara. Olga mudou-se para o Brasil em 1999 para assumir o posto de pianista titular da Orquestra Sinfônica de São Paulo e, desde 2006, é orientada pelo pianista Arnaldo Cohen.

Um dos mais destacados trompetistas de sua geração, o paulista Flávio Gabriel conquistou a segunda colocação no Concurso Internacional de Música Primavera de Praga (República Tcheca), em 2010, em premiação inédita na história do trompete no Brasil. Atualmente no naipe de trompetes da Orquestra Sinfônica de São Paulo, foi o primeiro estrangeiro convidado a integrar o "Ensamble de Metales de Venezuela", trabalhando sob a direção do trompetista da Filarmônica de Berlim, Thomas Clamor. Também integrou a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (RS) e a Orquestra Jovem das Américas, participando de turnês pela América Latina, Estados Unidos e Europa.

O repertório - O público terá a rara oportunidade de apreciar um programa que reúne consagrados compositores do século XX. A "Abertura para Cordas" (1949), de Witold Lutos?awski, mostra que o mais famoso compositor polonês desde Chopin avançava precocemente seu estilo para o modernismo. A obra teve estreia pela Orquestra Sinfônica da Rádio de Praga e revelou-se profunda em suas técnicas.

O espírito aberto a todas as pesquisas musicais e os sons exóticos perseguidos pelo compositor francês André Jolivet estão no "Concerto para Trompete, Piano e Cordas" (1948), presente no repertório. As inovações e originalidade do autor geram uma sutil alquimia sonora que exerce no ouvinte um poder de encantamento singular, dentro da consciência de Jolivet sobre a função social da música.

Na sequência, "Concerto para Cordas" (1964) revela a maturidade musical de Nino Rota, compositor italiano célebre por suas composições executadas no cinema. Conhecido por ter composto a música para filmes de Federico Fellini, Luchino Visconti, Francis Ford Coppola e Franco Zeffirelli, Nino - cujo nome verdadeiro era Giovanni Rota Rinaldi - tem nesse concerto um trabalho bastante suave, agradável e bem projetado, que exige grande virtuosismo da orquestra.

Para encerrar, "Concerto nº 1 em Dó Maior para Piano, Trompete e Cordas, Op. 35" (1933), considerado uma obra espetacular do russo Dmitri Dmitriyevich Shostakovitch. Tido como um dos mais importantes compositores do século XX, Shostakovitch deixou uma obra popular e repleta de fortes e originais achados.

Serviço:

Apresentações da Orquestra de Câmara de Curitiba com o concerto "Piano, Trompete e o Século XX", tendo Rodrigo de Carvalho como maestro convidado, além das participações dos instrumentistas Olga Kopylova (piano) e Flávio Gabriel (trompete), dentro da temporada de concertos 2011 patrocinada pela Volvo.

Datas e horários: dia 10 (sexta-feira), às 20h, e dia 11 de junho de 2011 (sábado), às 18h30.

Local: Capela Santa Maria - Espaço Cultural (Rua Conselheiro Laurindo, 273 - Centro).

Ingressos: R$ 15 e R$ 7,50 (meia-entrada)

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar