29.06.2010Música russa no próximo concerto da Camerata

O concerto da Camerata Antiqua de Curitiba ,marcado para o próximo fim de semana, dias 2 e 3 de julho, na Capela Santa Maria, traz um programa especial, com repertório voltado à música erudita russa, representada por dois compositores modernos. O público terá oportunidade de conhecer as obras de Boris Tchaikovsky e Stanislav Prokudin, professor e aluno, que sintetizam as tendências musicais da Rússia no século 20. A regência será do maestro e diretor da Camerata, Wagner Polistchuk.

A obra “The Brazilian Suíte”, um dos destaques do programa, foi composta por Stanislav Prokudin especialmente para a Camerata. Ele veio ao Brasil para acompanhar a estreia da peça pelo grupo curitibano e tem participado dos ensaios dando orientações sobre a execução. Os textos de todas as composições são cantados pelo coro da Camerata em russo, o que constitui um desafio para cantores e solistas.

Prokudin, um dos compositores de maior sucesso na Rússia, foi aluno de Boris Tchaikovsky, compositor russo de grande repercussão internacional, falecido em 1996. No programa estão três composições de Boris Tchaikovsky e duas de Stanislav Prokudin, todas inéditas no Brasil.

 

O concerto deste fim de semana segue a proposta da Camerata Antiqua de Curitiba de trazer novos repertórios para a cena artística brasileira. “Temos realizado nesta temporada trabalhos temáticos, com produções de outros países. É o caso deste concerto, que traz obras de dois compositores russos modernos que tiveram forte ligação entre si, e o próximo, que será dedicado aos compositores nórdicos”, explica o maestro Wagner Polistchuk.

O repertório desta apresentação nasceu de contatos feitos pelo maestro com a Sociedade Boris Tchaikovsky, em Moscou. Por intermédio do presidente da entidade, Igor Prokhorov, conheceu o trabalho de Prokudin e propôs a ele a criação de uma peça para a Camerata. Prokudin aceitou prontamente o convite e compôs uma suíte para coro e orquestra baseada em textos de Mário de Andrade e Cecília Meireles traduzidos para o russo. “Essa pesquisa que a Camerata vem realizando, não se limitando a obras já conhecidas, é importante para o desenvolvimento de qualquer grupo musical”, afirma Polistchuk.

 

Nesse caso, além da dificuldade técnica e de uma linha de composição convencional, que foge das bases folclóricas normalmente características da música russa, há o desafio imposto pela língua. “Quando recebi o material para ensaiar, percebi que não enfrentaria dificuldades musicais, e sim com o idioma”, conta a soprano Ana Paula Brunkow, solista convidada para o concerto. Para estudar a cantata “Signs of the Zodiak”, de Boris Tchaikovsky, ela ouve uma versão da obra gravada por uma cantora russa, de forma a assimilar a pronúncia correta das palavras.

Além de Ana Paula, o concerto conta também com a participação da mezzo-soprano Elena Moreno e do clarinetista Jairo Wilkens – três talentos que tiveram sua formação musical em Curitiba e hoje brilham em palcos internacionais. Ana Paula Brunkow esteve em fevereiro deste ano na Itália, onde interpretou “Suor Angelica”, de Puccini. Elena Moreno desenvolve extenso trabalho como cantora, pianista e regente, tendo participado de vários festivais internacionais. O clarinetista Jairo Wilkens, após longa temporada de estudos nos Estados Unidos, foi selecionado para integrar a Orquestra Sinfônica de Kansas City e a 9th Street Philarmonic Orchestra (Columbia - Missouri).

Serviço:
Música Russa – Concerto da Camerata Antiqua de Curitiba
Regência: Wagner Polistchuk
Solistas: Ana Paula Brunkow, Elena Moreno e Jairo Wilkens
Local: Capela Santa Maria – R. Conselheiro Laurindo, 273 – Centro
Data: 2 de julho (sexta-feira), às 20h, e 3 de julho de 2010 (sábado), às 18h30.
Ingressos: R$ 10 ou R$ 5 (mais um quilo de alimento não perecível)
Informações: (41) 3321-2842

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar