02.12.2020Mostra Solar de Dança Contemporânea será inteiramente digital

Começa na próxima terça-feira (8/12) a 2ª Mostra Solar de Dança Contemporânea – desta vez em versão inteiramente digital. Serão nove dias de exibição de videodanças (criações que misturam elementos da dança e do audiovisual a partir do movimento) para adultos e crianças. Elas serão estreladas por sete bailarinos de Curitiba que tiveram suas obras viabilizadas por meio do Edital Solar do Fundo Municipal de Cultura, além de espetáculos de palco filmados, exposições, aulas, oficinas e a Mostra Internacional de Videodanças.

O evento é grátis e vai até 16 de dezembro. As inscrições devem ser feitas pela página da Casa Hoffmann Centro de Estudos do Movimento na plataforma de eventos Sympla (www.sympla.com.br/casahoffmann). A programação poderá ser acessada na plataforma Zoom, por meio do link que será fornecido pela organização do evento. As vagas são limitadas.

A 2ª Mostra Solar é uma promoção da Prefeitura e da Fundação Cultural de Curitiba, por meio do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura. O evento é apoiado pelo Instituto Curitiba de Arte e Cultura, além de ter como parceiros o Consulado-Geral da França em São Paulo e a Aliança Francesa de Curitiba.

Acompanhe a programação da Casa Hoffmann Centro de Estudos do Movimento pelo site https://casahoffmann.org/programas/#mostra-solar-2020 e pela página no Facebook https://www.facebook.com/casahoffmanncwb .

Serviço:

2ª Mostra Solar de Dança Contemporânea

De 8/12 a 16/12

Participação mediante link enviado após a inscrição

Vagas limitadas

Programação:

Dia 8 (terça – abertura)

16h – A Boba (Wagner Schwartz)

20h – This is Africa (Matthieu Maunier-Rossi), L’Age d’or (EricMinh Cuong Castaing),

Drop art bodies (Ludivine Large-Bessette) e Les indes galantes (Clement Cogitore)

Dia 9 (quarta)

16h – Mínimos Devires (Patrícia Machado)

20h – Tarja Branca (Patrícia Machado) – livre para todos os públicos

Dia 10 (quinta)

16h – Oficina: Furor + Popping (Rapha Fernandes e Mariana Mello)

20h – Furor (Mariana Mello)

Dia 11 (sexta)

16h – Halterophille (Lorenzo de Angelis)

18h – Exposição virtual Tarja Branca (Patrícia Machado) – livre para todos os públicos

20h – Levante! (Fernando de Proença e Renata Roel) – livre para todos os públicos

Dia 12 (sábado)

16h – Bate-papo: live Dançar Conforme a Música (desCompanhia de Dança pergunta a Alex Neoral e Alex Soares)

20h – Última Dança (desCompanhia de Dança) – livre para todos os públicos

Dia 13 (domingo)

16h – Oficina: Corpo em Guerra (Elke Siedler)

20h – Projeto Violência (Airton Rodrigues)

Dia 14 (segunda)

16h – Entrevista: Apátrida, qual é o teu lugar? (Gabriel Machado pergunta a Alexandra Mabes e Mari Paula)

20h – Fronterizas (Mari Paula)

Dia 15 (terça)

16h – Oficina: O corpo do ator-bailarino no teatro de animação (Luciane Figueiredo e Giancarlo Martins)

20h – No mundo de Maria João (CortéxArte) – infantil

Dia 16 (quarta – encerramento)

16h – Bate-papo com a coreógrafa, crítica e mediadora Cristiane Wosniak

20h – Mostra Internacional de Videodança (dança francófona): Black Spring (Benoit Dervaux e Heddy Maalem), A trois tu meurs (Ana Maria Gomes), Regained Batheis (Ludivine Large-Bessette) e Mass (Fu LE, Cie Tetrapode & Adrien Gontier)

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundacão Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar