16.01.2013Itaipu e Fundação Cultural de Curitiba iniciam diálogo

A Itaipu Binacional e a Fundação Cultural de Curitiba devem estabelecer novas parcerias a partir deste ano. O objetivo comum é fortalecer as políticas públicas de cultura e fomentar o intercâmbio e a colaboração entre artistas e produtores culturais da capital paranaense e de Foz do Iguaçu e região.

O primeiro passo para esta nova parceria foi dado em um encontro entre Paulino Motter, consultor do diretor-geral brasileiro de Itaipu, Jorge Samek, e o novo presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Marcos Cordiolli, ex-assessor da Agência Nacional de Cinema (Ancine). A reunião ocorreu na sexta-feira (11), no Moinho Rebouças, em Curitiba.

Entre as propostas discutidas está a criação de portal público de cultura, que permita aos produtores e artistas divulgar seus trabalhos e integrar suas atividades ao calendário cultural da cidade. “O portal pode funcionar como um ponto de encontro virtual de coletivos culturais, contribuindo para aproximar os artistas populares e produtores culturais do público”, afirmou Paulino Motter.

Outra ideia é incentivar a apresentação em Foz do Iguaçu e região de produções curitibanas e estimular a realização de eventos paralelos em ambas cidades, a exemplo da Virada Cultural, que aconteceu em novembro.

As metas conjuntas estão em consonância com a orientação do Ministério da Cultura, de descentralização das ações culturais e democratização do acesso aos bens culturais. O reforço do intercâmbio é uma evolução do apoio que a binacional tem dado a projetos e ações culturais em Foz e na capital.

Em 2012, a Itaipu foi uma das apoiadoras do pré-Festival de Cultura Nuestra América, iniciativa do coletivo curitibano Soylocoporti. O festival, que já está na sua 6ª edição, tem como tradição sair às ruas e praças, levando atrações culturais gratuitas para toda a comunidade. Com o apoio da Fundação Cultural, a ideia é realizar simultaneamente o festival nas duas cidades neste ano.

“Curitiba é a capital do Estado e conquistou reconhecimento nacional como um dos principais centros culturais do País. Foz do Iguaçu é um importante destino turístico. Há interesses comuns na articulação das políticas culturais e Itaipu está disposta a apoiar este intercâmbio”, completou Motter.

No final do ano, Marcos Cordiolli esteve em Foz para participar do Curta Iguassu, festival de cinema amador que promoveu uma competição de curtas-metragens produzidos em 48 horas. O Curta Iguassu, que teve patrocínio da Itaipu, mobilizou jovens cineastas da região trinacional.

Em Foz do Iguaçu, Itaipu também deve ampliar as parcerias com a Fundação Cultural do município e manter o apoio a projetos como Um Escritor na Fronteira, que em 2012 trouxe a Foz nomes como o escritor Milton Hatoum, Marçal Aquino, Ilan Brenman e Eliane Brum. Outro projeto que deverá ter continuidade é o Diálogos de Fronteira, que desde 2008 promove debates e ações culturais na cidade.

“Pretendemos, também, colaborar na efetiva implantação da Film Comission de Foz do Iguaçu, um importante instrumento para atrair para a cidade produções televisivas e cinematográficas”, concluiu Paulino Motter.

Autor: Assessoria de Comunicação Social da Itaipu Binacional

Fonte: JIE – Jornal de Itaipu Eletrônico

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar