21.12.2018Fundação Cultural promove 17 mil ações, a maioria nos bairros

A Fundação Cultural de Curitiba celebra os resultados positivos alcançados nas atividades realizadas em 2018. Com programação permanente em 75 espaços próprios e a oferta de ações em centenas de espaços parceiros, a FCC contabilizou no ano, mais de 10 mil ações em toda a cidade, com 2,8 milhões de participações. Em dois anos foram mais de 17 mil ações, a maioria nos bairros.

De todas as ações realizadas, 66% atenderam a população dos bairros de Curitiba, atingindo mais de 1,7 milhão de pessoas, cumprindo a meta de descentralizar a cultura e garantir o acesso da população às atividades culturais de qualidade. Inúmeras atividades foram programadas pelas coordenações e núcleos regionais da FCC nas áreas de música, teatro, cinema, dança, circo, patrimônio, literatura e artes visuais.

“A Fundação Cultural tem a responsabilidade de promover o desenvolvimento sociocultural e artístico da cidade de Curitiba. Em 2018 conseguimos avanços significativos, principalmente no atendimento aos bairros, com o lançamento de edital específico para as Regionais e a oferta permanente de atividades de todas as áreas culturais”, destaca Ana Cristina de Castro, presidente da Fundação Cultural

A FCC realizou também, ao longo do ano grandes eventos do calendário cultural da cidade: a Oficina de Música, o Carnaval, o Aniversário da Cidade, a Paixão de Cristo e o Natal de Curitiba Luz dos Pinhais, e garantiu apoio para a realização de outras importantes iniciativas e manifestações culturais populares.

Alguns destaques de 2018

Oficina de Música
Com o tema “Misture-se”, reforçando a realização simultânea das áreas erudita e popular, a 35ª Oficina de Música de Curitiba reuniu cerca de 50 mil pessoas ao longo da sua programação que se espalhou por parques, praças, teatros e terminais do transporte púbico.
Foram 96 cursos e mais de 160 eventos, entre eles o show de Toquinho, com as crianças do projeto MusicarR das Regionais de Curitiba, e o concerto de Martinho da Vila com a Orquestra à Base de Corda.

Carnaval
Em pleno sábado de carnaval, a Rua Marechal Deodoro foi tomada por 30 mil foliões que lotaram as arquibancadas para assistir ao desfile das escolas de samba de Curitiba. As festividades incluíram ainda dois eventos pré-carnavalescos com o Bloco Garibaldis e Sacis no centro e no Sítio Cercado, o Baile do Rancho das Flores e a cerimônia de escolha do Cortejo Real, além dos tradicionais eventos paralelos, Psycho Carnival e Zombie Walk.

Incentivo
A Prefeitura de Curitiba dobrou o repasse ao Fundo Municipal de Cultura, com valor total de R$ 5 milhões de reais, o que permitiu o lançamento de 17 editais. No total foram 192 projetos aprovados.
Outros R$ 13,6 milhões de reais foram liberados para captação de projetos aprovados em editais do Mecenato Subsidiado.

Artes Visuais
O calendário de exposições nos museus e espaços da Fundação Cultural de Curitiba atraíram um público de mais de 600 mil pessoas, nas cerca de 500 atividades promovidas em todas as regiões da cidade, entre exposições, cursos e oficinas. A cidade também recebeu a mostra Tomie Ohtake em Curitiba – Vultos, fissuras e clareiras, no Memorial de Curitiba e ganhou do Instituto Tomie Ohtake a obra “Curitiba”, uma escultura de 7 metros, instalada na Praça do Japão.

Cinema
A Cinemateca e o Cine Guarani promoveram 605 exibições de filmes e mostras, para um público de cerca de 35 mil pessoas. A programação incluiu o Festival de Cinema Europeu e a mostra de filmes “O Cinema Segundo Pasolini”, acompanhada da exposição “O Evangelho Segundo Pasolini”, com 45 fotos feitas por Angelo Novi, fotógrafo cinematográfico que atuou ao lado do cineasta nos sets de filmagem.

Circo
O Circo da Cidade, Lona Zé Priguiça retomou suas atividades de formação e difusão, e até novembro atendeu mais de 36 mil pessoas, entre alunos das oficinas e público nos espetáculos.

Dança
Com ações na área de fomento, difusão, formação e ações especiais, foram mais de 44 mil pessoas atendidas em cerca de 400 atividades. A área de dança também alcançou as regionais com o Circuito de Dança nos bairros e a Mostra Solar, edital do Fundo Municipal da Cultura.

Literatura
O incentivo à leitura promovido pelo programa Curitiba Lê, que completou oito anos, realizou mais de 3.700 ações nos espaços de literatura e casas da leitura, para um público de 155.381 pessoas.
A FCC apoiou ainda eventos literários ocorridos na cidade como o Litercultura, o Paiol Literário, Semana Literária do SESC, entre outros.

Música
A Fundação Cultural manteve a agenda de concertos dos seus grupos artísticos, como a Camerata Antiqua de Curitiba, as orquestras à Base de Sopro e de Cordas, o Vocal Brasileirão, e corais Brasileiro e Brasileirinho.
Também investiu nos programas Nosso Canto, presente nas 10 regionais, e no programa MusicaR, de musicalização infantil, que hoje acontece em cinco regionais.
Foram cerca de 3 mil atividades, para um público de mais de 1,2 milhão de espectadores.

Teatro
Mais de 80 mil pessoas estiveram presentes nos teatros e espaços das ruas da cidadania para acompanhar as 561 apresentações de teatro adulto e infantil que ocorreram ao longo do ano.
Foram reabertas as temporadas do Teatro do Piá e do Teatro Novelas Curitibanas, além das apresentações dos alunos dos cursos de teatro oferecidos pelos núcleos da FCC nas Ruas da Cidadania.

Patrimônio
Exposições, seminários, publicações, digitalização e divulgação de pesquisas e documentos, ação educativa, entre outros projetos garantiram a preservação e divulgação do patrimônio histórico e cultural da cidade. O trabalho realizado pela Diretoria do Patrimônio Histórico atendeu um público de 76.757 pessoas, em mais de 600 atividades.
Outra iniciativa foi a efetivação do Fundo Municipal do Patrimônio Cultural/FUNPAC, que vai contribuir para a preservação de bens tombados ou em processo de tombamento.

Pavilhão Étnico
Além da programação intensa na Praça do Iguaçu, no Memorial de Curitiba, ao longo do ano, em 2018 o Pavilhão Étnico ganhou mais um espaço para as apresentações de grupos folclóricos. O Oratório de Bach, no Bosque Alemão, passou a integrar a programação do Pavilhão para apresentações de grupos de várias etnias.

Programa de Revitalização e Modernização dos Espaços Culturais
A FCC deu continuidade ao processo de requalificação física dos seus espaços iniciado em 2017, com obras em vários locais.

Teatro do Paiol
Um show de João Bosco marcou a reabertura do Teatro do Paiol em janeiro, após um ano fechado para adequações em conformidade com a legislação que dispõe sobre acessibilidade. Com a reabertura do Teatro, programas como Paiol Musical, Paiol Digital, Paiol Literário e outros espetáculos fizeram parte da programação ao longo do ano.

Bondinho
O tradicional Bondinho da Rua XV foi reaberto em novembro após passar por obras de restauro e melhorias. Conhecido cartão postal da cidade, o espaço retoma as atividades como Bondinho da Leitura, posto de atendimento para o empréstimo gratuito de livros e atividades de incentivo à leitura. O Bondinho recebeu pintura protetiva (antipichação) de todo o conjunto, parte do programa Rosto da cidade.

Cine Passeio
As obras do Cine passeio foram concluídas e o espaço está na fase de ajustes finais para a inauguração em 2019.

Cultura e Acessibilidade
A Fundação cultural desenvolveu ações para a inclusão e acessibilidade. Entre as atividades ofertadas estão a exposição “De Fotografia à Tactography”, no Museu da Fotografia da Cidade de Curitiba, concebida para pessoas com deficiência visual, e o espetáculo “Enquanto a Chuva Cai”, apoiado pelo PAIC, no Auditório Antônio Carlos Kraide, que uniu a comunicação oral com a linguagem de sinais Libras.

Programa Vivências e Convivências 60+
Os idosos que frequentam os serviços oferecidos nas Regionais pela Fundação Cultural de Curitiba, Fundação de Ação Social e Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude, participaram de oficinas de arte e cultura, visitas mediadas ao centro histórico, participação nos projetos Alimentando com Música, Cinema com Mediação e Praça do Circo.

Inéditos

Praça do Circo
O programa “Praça do Circo”, criado para acomodar circos nacionais, de médio porte, em espaços públicos de Curitiba foi inaugurado em outubro com o Circo Zanchettini. Instalado no Parque Barigui atendeu cerca de 12 mil pessoas entre idosos do projeto Vivências e Convivência 60+, e alunos levados pelas Linhas do Conhecimento.
Em janeiro de 2019, outro circo, selecionado por edital, será instalado no Parque Náutico.

Ônibus da Cultura
A Fundação Cultural também foi parceira do Solar do Rosário no projeto Artes e Patrimônio – Ônibus da Cultura. Desde que foi lançado, em junho, o ônibus já fez parada em diversos espaços nas 10 regionais da cidade. Com apresentações musicais, de teatro, de circo entre outras o ônibus palco atingiu um público de mais de 4 mil pessoas.

Rosto da Cidade
Desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC) em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba e as secretarias municipais do Meio Ambiente e de Obras e Infraestrutura, o programa recuperou as fachadas de 14 edifícios públicos de interesse de preservação, que receberam a aplicação de tinta antipichação.

Preservação do Patrimônio Escultural
Para preservar os monumentos localizados em ruas e praças da cidade, foram retiradas as estátuas de bronze que corriam maior risco de depredação e furto, entre as peças que compõem o patrimônio cultural curitibano. Os bustos e hermas estão sendo recuperados, mapeados em 3D e fixados com trava de segurança e alarme antifurto. Como parte do lançamento do programa Rosto da Cidade foi entregue, restaurado, o busto de Monsenhor Celso na Praça Garibaldi.

 

 

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: FCC

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar