24.04.2020Fundação Cultural de Curitiba lamenta a morte de Márcio Marins


A Prefeitura, a Fundação Cultural de Curitiba e o Insituto Curitiba de Arte e Cultura lamentam a morte do cenógrafo e carnavalesco Márcio Marins, ocorrida nesta sexta-feira (24/4).

Marins atuou em várias escolas de samba de Curitiba e em diversas instituições e ONGs das áreas de direitos humanos, igualdade racial e causas LGBTI. Foi coordenador do Fórum das Religiões de Matrizes Africanas, coordenou muitas edições da Parada da Diversidade de Curitiba e foi três vezes membro do Conselho Municipal da Cultura. Numa das gestões, foi o seu vice-presidente.

"Seja acolhido nos braços misericordiosos do Senhor, e guarda-se a sua memória de cidadão ativo que buscou o bem e a igualdade de direitos civis", disse o prefeito Rafael Greca.

“Sua ativa participação como carnavalesco, bem como em movimentos de defesa dos direitos humanos, da cultura afro-brasileira e da diversidade sexual fizeram com que Marins atuasse em muitos projetos e parcerias com a FCC de maneira eficiente e colaborativa. Temos muito a lamentar essa perda.”, declarou a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro.

A diretoria e os servidores da Fundação Cultural de Curitiba e do Instituto Curitiba de Arte e Cultura expressam seus sentimentos aos familiares e amigos.

 

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar