19.11.2019Filmes viabilizados pelo Programa de Incentivo à Cultura da Prefeitura serão exibidos na Cinemateca

Dois projetos viabilizados pelo Programa de Apoio e Incentivo à Cultura (PAIC)/Mecenato Subsidiado serão lançados na Cinemateca nesta terça (19) e quarta (20), com entrada franca.

O documentário inédito “As Gralhas e a Araucária”, do diretor Estevan Silvera, mostra a relação entre dois símbolos significativos do Paraná. O filme registra estas espécies ameaçadas de extinção, destacando as principais características e hábitos da gralha azul e sua relação biológica com o pinheiro do Paraná. Também destaca as lendas e o folclore em torno desta ave e sua importância para a preservação das matas de araucárias.

O filme também chama atenção para a importância da oralidade desta belíssima lenda sobre a Gralha e a Araucária, tendo como principal conteúdo a elaboração das realizações musicais do professor Inamí Custódio Pinto, composições estas que foram executadas pelo experiente músico curitibano Gilberto Zanelatto.

Santa Felicidade

Já o tradicional bairro italiano de Santa Felicidade é o tema de “Itálicos”, do diretor Otávio Zucon. Apresentado por seus moradores, o famoso bairro conhecido como polo turístico e gastronômico de Curitiba guarda ainda hoje diversas referências culturais que se conectam a seus primitivos fundadores, que há mais de 140 anos formaram uma das colônias de imigrantes vênetos da capital paranaense.
A equipe do documentário percorreu a região buscando por algumas dessas referências culturais, especialmente a produção do vinho artesanal, o ofício dos artesãos de vime e dos ferreiros, além das festividades italianas. O processo de pesquisa buscou também recompor parte da trajetória da historiadora Altiva Pilatti Balhana, professora da Universidade Federal do Paraná que, na década de 1950, realizou um importante e pioneiro trabalho de registro dessas atividades

O trabalho da historiadora envolveu extensa pesquisa de campo junto à comunidade, incluindo belíssimas fotografias e filmagens feitas pelo cineasta Vladimir Kosak, membro da equipe à época. Também foram encontrados outros registros sobre o bairro em película, o filme “Na Santa Felicidade” (1978), do cineasta Valêncio Xavier, e gravações da Festa da Uva (1966).

Ao mesmo tempo, o filme apresenta, de forma etnográfica, o ciclo anual dos tradicionais ofícios do cesteiro/trançador de vime/fibras (desde a colheita até o feitio dos objetos), das pequenas cantinas de vinho artesanal (desde a colheita até a venda do produto) e dos ferreiros, profissão já completamente transformada.

19/11, 19h
AS GRALHAS E A ARAUCÁRIA
(BR, 2019, documentário, 80', livre)
Lançamento do filme inédito sobre a história dos símbolos mais significativos do Paraná, aqui representados por uma frondosa árvore e por uma espécie de ave rara, ambas relacionadas na lista de flora e fauna em extinção. O documentário, que além de despertar para o significado destes símbolos e das lendas que os cercam, quase desconhecidas, alertam toda a população para a relação existente entre eles no meio ambiente.
Direção: Estevan Silvera.
Classificação: livre
Ingresso: Gratuito
Trailer: https://youtu.be/MijQIVI-YI8

20/11, 19h30
ITÁLICOS
(BR, 2019, documentário, 52', livre) Lançamento do documentário
Vime, vinho, carroças e polenta. O documentário Itálicos percorreu o tradicional bairro italiano de Santa Felicidade registrando a atualidade dessas importantes referências culturais vênetas, retratadas através de entrevistas, imagens etnográficas e filmes de arquivo das décadas de 1950, 60 e 70.
Direção: Otavio Zucon
Classificação: Livre
Ingresso: Gratuito

 

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar