08.01.2014Festival valoriza bandas autorais curitibanas de punk e metal

Desde maio de 2011, o festival Suspiro MetalPunk dá um empurrão nas novas bandas de punk rock, metal, hardcore e trash metal de Curitiba, ao abrir espaço para a demonstração dos trabalhos que jovens de diversos cantos da cidade desenvolvem praticamente anônimos e invisíveis. Agora é o próprio festival que ganhou um incentivo: a edição deste ano, que acontece neste domingo (dia 12), a partir das 15h, no o Teatro Universitário de Curitiba (TUC), conta pela primeira vez com apoio da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), o que assegurou um local público para sua realização.

A banda mais nova a se apresentar nesta edição do Suspiro nasceu há pouco mais de três meses. E a com maior tempo de estrada é a S.O.S. CHAOS, com apenas três anos de formação.  O vocalista da banda e organizador do festival, Alexandre Ricardo de Souza, explica que o único critério exigido para selecionar as bandas desta edição do Suspiro foi que elas apresentem apenas músicas autorais.

“Tem que dar esse empurrãozinho, afinal elas estão começando. Depois de se apresentarem, os integrantes se animam, pegam jeito e tocam em frente”, disse. “Com espaço garantido, vai da correria de cada um ir atrás de outros espaços, aprimorar o trabalho, mostrar e até produzir um CD para ampliar a divulgação e bancar as despesas”, completou Alexandre. 

Cultura de respeito – O Suspiro segue à risca a consciência punk de fazer acontecer. Além disso, o respeito à diversidade e mistura dos gêneros está muito presente no festival. Daí que vêm a valorização das músicas autorais e a demonstração dos diversos estilos. “A gente mistura punk rock, trash, metal e hardcore e sai todo mundo contente. Mesmo que uma pessoa vá conferir um gênero de sua preferência, ela ouve todos, passa a conhecer o que nem sabia que existia e respeita o trabalho dos demais. Esse é o espírito, afinal estão todos na mesma batalha por espaço”, diz o organizador. 

Alexandre também comemora o apoio da FCC. “Isso é inédito na história do Suspiro e ajuda a reduzir os custos do evento. Era a parceria que faltava para incentivar a música e a arte da galera”, contou. Além da cessão do TUC, a Fundação também contribui na divulgação e disponibilizando parte dos equipamentos. O ingresso ao festival vai custar R$ 5 mais um livro para ser doado para as Tubotecas. A arrecadação será destinada a ajudar na locação dos equipamentos de som.

Redes aliadas – As redes sociais têm contribuído para a interação das bandas e para exposição dos trabalhos. “Não conheço metade dos integrantes das bandas pessoalmente, apenas pela internet. A gente conversa diariamente, eles respondem aos questionamentos e enviam materiais e a ideia é desburocratizar ao máximo para dar força mesmo. Não estamos aqui para colocar empecilhos”, disse Alexandre.

Foi pelas redes sociais também que, no mês de novembro, o coordenador de Ações Culturais da FCC, Getulio Guerra, confirmou o espaço do TUC, na Galeria Júlio Moreira, para o festival. “É com prazer underground e senso de democracia musical que a Fundação Cultural de Curitiba oferece o TUC para abrigar a próxima edição do Festival Suspiro 2014! Um evento que vem contribuindo há anos para a música autoral da cidade merece nosso apoio e consideração”, postou no perfil oficial do evento.

Além das apresentações musicais, o festival Suspiro abre espaço ainda para a mostra de outras artes e simbolismos da cultura punk: tatuagens, fanzines, bótons, adesivos, patchworks, CD’s e camisetas, entre outros. “A gente não monta cozinha própria porque ainda não achamos um cozinheiro”, brincou o versátil organizador do festival.

Sem as cadeiras, o TUC tem capacidade para 200 pessoas. O local é referência também por ter abrigado na mesma Galeria Júlio Moreira, subterrâneo do centro histórico, lojas e comércio de vinis da cena underground e fanzines temáticos, a exemplo da loja Música Viva, ainda na lembrança de muitas gerações de curitibanos.

Serviço:
FESTIVAL SUSPIRO METALPUNK 2014
Shows com as bandas Deathsmoke, S.O.S Chaos, Poison Beer, Opressor, Global Chaos, Four Face e Naome Rita. Discotecagem de Clau S. Zombiie & Nei Rodrigues
Quando: 12 de janeiro, das 15h às 21h
Onde: Teatro Universitário de Curitiba – TUC, na Galeria Júlio Moreira, Travessa Nestor de Castro, s/nº
Ingresso: R$ 5 + um livro para doação às Tubotecas
Mais informações sobre o evento no Facebook: www.facebook.com/events/203789593137780/
Sobre o TUC:
Sobre as Tubotecas:
 

 

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar