13.01.2011FCC libera recursos para escolas de samba e prepara o Carnaval 2011

As escolas de samba de Curitiba começam a receber nesta semana a verba de apoio para a realização do desfile de Carnaval, no dia 5 de março, na Avenida Cândido de Abreu. Os recursos são liberados assim que as escolas contempladas no edital do Carnaval 2011 assinam os contratos com a Fundação Cultural de Curitiba.

Para os festejos deste ano será investido um total de R$ 535 mil no evento que mobiliza mais de 30 mil pessoas. Será repassado um total de R$ 146,5 mil para as agremiações. O restante da verba, cerca de R$ 400 mil, será aplicado na infraestrutura da Avenida Cândido de Abreu e em outros eventos, como o concurso para o Cortejo Real (rei, rainha e princesas do Carnaval 2011), a produção do Bloco Rancho das Flores e os bailes populares.

As escolas do Grupo A – Acadêmicos da Realeza, Embaixadores da Alegria, Leões da Mocidade e Mocidade Azul – receberão cada uma R$ 26,5 mil. Cada escola do Grupo B – Os Internautas e Unidos de Pinhais – receberá R$ 19 mil. O bloco carnavalesco Derrepent, escolhido como atração de abertura do desfile, receberá R$ 2,5 mil. A expectativa é que o desfile na avenida, entre público e carnavalescos, reúna perto de 20 mil pessoas.

De acordo com a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Maria Christina de Andrade Vieira, o repasse dessa verba para colaborar com as escolas na produção dos seus espetáculos demonstra o interesse da Prefeitura em apoiar todos os tipos de manifestações culturais da cidade. “A Fundação Cultural vai continuar valorizando todas as formas de expressão cultural dos curitibanos, em todas as áreas. Nossas escolas têm uma história e uma tradição que devem ser preservadas e reconhecidas”, diz Maria Christina.

A Fundação Cultural de Curitiba vem atuando no planejamento do Carnaval de 2011 há vários meses. O edital de chamamento público para as agremiações interessadas em receber a verba de apoio foi publicado em novembro, mas segundo o diretor financeiro da FCC, Nilton Cordoni Júnior, a intenção era ter lançado antes. “Só podíamos lançar o edital depois que todas as escolas que participaram do Carnaval 2010, recebendo recursos públicos, apresentassem suas prestações de contas”, afirmou. Nilton Cordoni conta que a Fundação montou uma equipe especialmente para auxiliar os dirigentes das escolas a prestarem contas corretamente, conforme as exigências legais.

Incentivo - Como os recursos destinados pela Prefeitura cobrem apenas uma parcela dos gastos, a Fundação Cultural procurou ao longo do ano oferecer oportunidades às escolas para buscar outras fontes de recurso para suas produções. Todas as entidades carnavalescas foram convidadas a participar dos editais dos Pontos de Cultura a serem instalados em Curitiba em convênio com o Ministério da Cultura. Para a participação nos editais, a Fundação montou cursos específicos de elaboração de projetos e para sanar dúvidas, como forma de auxiliar os interessados a organizar as propostas de acordo com as exigências do programa.

A Fundação Cultural também trouxe em 2008 e 2009 a carnavalesca Maria Augusta para prestar consultoria às agremiações. Maria Augusta promoveu workshops e realizou visitas aos barracões, trazendo sua experiência na organização do carnaval carioca.

Infraestrutura - A infraestrutura do desfile envolve a montagem das arquibancadas, decoração da avenida, instalação de equipamentos de luz e som, e demais serviços de atendimento ao público – banheiros, barracas de alimentação, vigilância sanitária, atendimento médico, segurança e controle de trânsito.

A festa de escolha do Cortejo Real será realizada no dia 4 de fevereiro, às 20h, no Memorial de Curitiba. Em 6 de março (domingo), dia seguinte ao desfile, ocorre no Memorial de Curitiba a reunião dos jurados e a apuração do resultado da apresentação das escolas. Nos dias 7 e 8 (segunda e terça-feira) serão realizados os bailes populares no Ginásio de Esportes do Bairro Novo.

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar