04.03.2020Exposição fotográfica retrata o cotidiano dos catadores de Curitiba

O fotógrafo Ari Baiense inaugura nesta quinta-feira (5), às 18h, no Centro de Arte Digital do Museu Municipal de Arte (Portão Cultural), a exposição “Mutirão”, sobre os catadores de material reciclável de Curitiba. Junto com a exposição, Ari Baiense lança um fotolivro com as imagens da exposição. Os registros foram feitos durante mais de 10 anos, nos quais o fotógrafo acompanhou o trabalho dos catadores da Associação Mutirão, localizada no Sítio Cercado.

A Associação Mutirão é um coletivo de trabalhadores que buscam seu sustento com dignidade e apoio de outros cidadãos. O objetivo é oferecer aos catadores condições de vida mais dignas e desenvolver sua autoestima, visto que são eles que gerenciam o projeto. O fotolivro foi viabilizado por uma campanha de financiamento coletivo e a renda obtida com as vendas serão revertidas para a Associação Mutirão.

“Este livro foi editado para celebrar as conquistas e relatar através de imagens, textos e depoimentos a experiência singular desses batalhadores”, diz o autor. A obra contou com a colaboração de José Carlos Fernandes, jornalista e professor da UFPR; das alunas de jornalismo da UFPR, através do programa de extensão NCEP – Núcleo de Comunicação e Educação Popular; de Vinicius Barajas, artista plástico; Renato Bedore, designer gráfico; e Fábio Fernandes, escritor, tradutor e professor.

Depois da exibição no MuMA, a mostra percorrerá todas as Ruas da Cidadania. O circuito inicia pela Rua da Cidadania da Matriz, onde permanece de 16 de março a 16 de abril.

Serviço:
Exposição fotográfica “Mutirão”, de Ari Baiense
Local: Centro de Arte Digital – Museu Municipal de Arte (MuMA) – Portão Cultural (Av. República Argentina, 3430)
Abertura: 5 de março de 2020 (quinta-feira), às 18h
Datas e horários: até 15 de março, de terça-feira a domingo, das 10h às 19h
Entrada franca

O foto livro está à venda no site do fotógrafo (www.aribaiense.com) ou na Escola Portfolio de Fotografia (R. Alberto Foloni, 634 – Juvevê). A renda será revertida para a Associação Mutirão.

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar