11.10.2019Espetáculo une música e teatro no palco da Capela Santa Maria

Um convite para sonhar, o espetáculo Contos da Orquestra à Base de Sopro e Cia Ilimitada foi apresentado nessa semana para mais de 500 jovens de escolas públicas e instituições sociais, na Capela Santa Maria. A programação é uma contrapartida do edital da Lei de Incentivo da Fundação Cultural de Curitiba e encerrou na tarde desta sexta-feira (11/10).

Foram ao todo 20 apresentações, sendo 14 fechadas para público específico, quatro delas na Capela Santa Maria. O trabalho teatral levou ao palco, contos da tradição oral com música executada ao vivo pela Orquestra.

Este projeto inédito no currículo da OABS ressalta a versatilidade do grupo que já tem um espaço de destaque no cenário da música instrumental brasileira.

“Contos é um projeto que além de aproximar o público da música, sim, convida o espectador a sonhar”, declarou Sérgio Albach.

“A vinda ao teatro traz um conhecimento que agrega ao já apresentado em sala de aula. Sempre falamos em como se portar em peças, em cinema e sobre a melhor forma de absorver o conteúdo, mas nada melhor que explicar isso na prática”, comentou a professora de arte do Colégio Estadual Júlia Wanderley, Cris Anis.

A aluna Nayara Ferreira, de 17 anos, comentou a experiência: “Nunca tinha visto uma orquestra assim, achei bem boa a mistura de teatro com música. Faz a gente entrar no universo do espetáculo e como as interpretam, conversando e contando mudou minha forma de ver o teatro”, disse.

Orquestra
A realização de um espetáculo de teatro com música ao vivo é um desejo antigo da Orquestra à Base de Sopro de Curitiba (OABS). O grupo formado há 19 anos é especializado em música popular brasileira e carrega em seu currículo mais de 30 programas feitos com convidados ilustres como: Maria Rita, Egberto Gismonti, Arrigo Barnabé, Emílio Santiago, Nelson Ayres, Joyce Moreno, Vocal Brasileirão, Toninho Ferragutti, Vittor Santos, Itiberê Zwarg, Nailor Proveta, Roberto Sion, Mauro Senise e Laércio de Freitas.

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar