22.01.2010Domingo tem choro e orquestra de sopros na Oficina de Música

O cavaquinho de Julião Boemio, o bandolim de Daniel Migliavacca e a Orquestra À Base de Sopro, com participação especial de Gabriele Mirabassi, são as atrações de domingo (24), na Oficina de Música.

A segunda fase da 28ª Oficina de Música de Curitiba reserva duas atrações especiais para domingo (24). Julião Boemio e Daniel Migliavacca, dois representantes do choro no Paraná, fazem o show de lançamento dos seus CDs “Feijão no Dente” e “Bandolim” às 19h, no Sesc da Esquina. Às 21h, no Teatro da Reitoria, a Orquestra À Base de Sopro apresenta-se com o clarinetista italiano Gabriele Mirabassi. Um dos maiores expoentes do clarinete, apaixonado pela música brasileira, Mirabassi vem ao Brasil para dar aulas na Oficina e, ao lado da orquestra, mostrar o seu talento. Os concertos da Orquestra À Base de Sopro contam com o patrocínio do Banco do Brasil.

Com direção artística de Sérgio Albach, a Orquestra À Base de Sopro apresenta-se com o seu primeiro convidado internacional, o clarinetista Gabriele Mirabassi. O repertório inclui composições do músico italiano e também de grandes nomes da MPB, como Chico Buarque, Jacob do Bandolim e Guinga.

Além de uma variedade de projetos musicais que desenvolve na Europa, Mirabassi guarda uma forte ligação com os músicos brasileiros, com quem estabeleceu parcerias para shows e CDs. Em 2003, junto com o violonista e compositor Guinga, lançou o CD “Graffiando Vento”, apresentado no Úmbria Jazz Summer e considerado pelo jornal Folha de S. Paulo o melhor disco de música instrumental brasileira do ano. Em 2009, Mirabassi participou pela primeira vez da Oficina de Música de Curitiba e retornou este ano para dividir sua experiência com alunos e outros professores. Neste show com a orquestra curitibana será possível conhecer o seu lado criativo.

Choro - O CD “Feijão no Dente” é o primeiro trabalho solo de Julião Boemio. O disco conta a participação de importantes músicos da era de ouro do regional, como Ronaldo do Bandolim e Jorginho do Pandeiro, do Rio de Janeiro. Também conta com músicos curitibanos que são seus parceiros diários, como João Egashira, Sérgio Albach e Gabriel Schwartz. Autodidata, Julião Boemio é professor do Conservatório de MPB. Para compor, o músico se inspira na vida e no cotidiano, sempre com muito bom humor.

Paulistano radicado em Curitiba, o bandolinista Daniel Migiliavacca já dividiu o palco com Ná Ozzetti, Dominguinhos, Hamilton de Holanda, entre outros. Em 2009 executou a suíte “Retratos” de Radamés Gnattali, com a Orquestra de Câmara de Curitiba. Agora lança seu primeiro CD solo, intitulado “Bandolim”, onde apresenta um repertório com várias composições próprias e alguns clássicos da música instrumental brasileira. O disco ainda conta com diversas participações especiais como os violonistas Rogério Souza, Alessandro Penezzi e Rogério Caetano, o flautista Toninho Carrasqueira, o violinista Ricardo Herz e o bandolinista Pedro Amorim.

Serviço:
Shows da fase de MPB da 28ª Oficina de Música de Curitiba Julião Boemio e Daniel Migliavacca
Local: Sesc da Esquina (Rua Visconde do Rio Branco, 969)
Data: 24 de janeiro de 2010 (domingo), às 19h

Orquestra à Base de Sopro e Gabriele Mirabassi
Local: Teatro da Reitoria (R. XV de Novembro, 1.299)
Data: 24 de janeiro de 2010 (domingo), às 21h
Ingresso – R$ 10 ou R$ 5 mais um quilo de alimento não perecível.

Venda de ingressos diretamente na bilheteria do teatro, uma hora antes do espetáculo.

Você pode acompanhar tudo que acontece na 28ª Oficina de Música de Curitiba nas mídias da internet: Sites, Blog, Twitter, Orkut, Flickr, Youtube. Fotos, vídeos, programação e muitas novidades estão disponíveis nos endereços:

www.oficinademusica.org.br www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br http://oficinademusicadecuritiba.blogspot.com http://twitter.com/oficinademusica http://www.youtube.com/oficinademusicacwb http://www.vimeo.com/oficinademusica http://www.flickr.com/photos/fundacaoculturaldecuritiba

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar