06.11.2014Documentário sobre o primeiro disco de rock de Curitiba estreia no Cine Guarani

Nos anos 1970, cantores brasileiros fizeram sucesso cantando em inglês usando nomes artísticos estrangeiros. Fábio Júnior era conhecido como Mark Davis e Uncle Jack, José Pereira da Silva era Christian, Ralf era Don Elliot, Jessé foi Christie Burgh e Tony Stevens, Ivanilton de Souza Lima ganhou destaque como Michael Sullivan e Maurício Alberto Kaiserman teve sucesso mundial como Morris Albert. Além desses cantores ainda tivemos os conjuntos Pholhas e Light Reflections.

No meio deste time de estrelas, aventurou-se o cantor curitibano, Pedro Luiz Schoemberger ou Cris McClayton. Em 1973, ele gravou um compacto simples pela RCA Victor com as músicas “Longe de você” e “Bye, bye Rosemarie”. A música em inglês fez tanto sucesso nos programas de rádio e TV, que alçou o curitibano aos primeiros lugares das paradas de sucesso por três anos consecutivos e garantiu a Cris grande exposição de mídia. No auge da carreira, o cantor apresentou-se em casas de shows no Japão.


A carreira de Cris, assim como subiu rapidamente, também declinou vertiginosamente. O cantor continuou conhecido apenas no restrito circuito dos profissionais antigos da música curitibana. Na capital paranaense, Cris participou como “crooner” de vários conjuntos e cantou em vários espaços da cidade.
Para resgatar a trajetória de Cris McClayton, os jornalistas Antonio Carlos Domingues e Ulisses Iarochinski produziram o documentário que será lançado nesta sexta-feira, dia 7, às 20 horas, no Cine Guarani, no Portão Cultural. O documentário “Procurando Cris McClayton”, que tem direção de Guto Pasko, foi viabilizado através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, contando com o apoio da Caixa Econômica Federal.

A trajetória do cantor
Batizado como Pedro Luis, o cantor iniciou a carreira com o nome artístico de Cristiano. Trilhou praticamente o mesmo caminho da maioria dos artistas nacionais. Começou cantando para os amigos, passou por programas de calouro, gravou disco e ganhou projeção nacional ao ir cantar na noite paulistana.

Em São Paulo, a convite do apresentador Antonio Aguillar, participou da sensação televisiva do momento, o programa “Reino da Juventude”. Depois de ter gravado uma música num disco de coletâneas da gravadora Copacabana, gravou seu primeiro longplay pela Chantecler.

Logo depois foi contratado pela gravadora RCA Victor, e em seguida foi para BMG, companhia em que gravou, já como Cris McClayton, o compacto que estourou nacionalmente com a música “Bye Bye Rose Marie”. E no lado B, a música “Descendo o Rio”, ambas composições de Cyro Aguiar e Luiz Roberto.
Pedro Luis Schoemberger faleceu em 15 de maio de 2012.

SERVIÇO
Lançamento do documentário “Procurando Cris McClayton"
Local: Cine Guarani (Av. República Argentina, 3430, Portão)
Data: Dia 7 de novembro
Hora: 20h
Entrada Franca
Informações: (41) 3321-3252

Autor: Assessoria de Imprensa

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar