11.03.2019Curitibinhas descobrem a história da cidade em peças de teatro

Começa nesta terça-feira (12/3), às 15h, pela Rua da Cidadania do Pinheirinho, a série de apresentações do Auto da Fundação de Curitiba. O espetáculo será levado às dez regiões administrativas para celebrar os 326 anos da cidade e cerca de duas mil crianças de escolas municipais deverão assistir às apresentações.

Depois do Pinheirinho, o espetáculo poderá ser visto, sempre às 15h, nas regionais Matriz (19/3), Cajuru (28/3), Fazendinha (2/4), Santa Felicidade (3/4), Bairro Novo (4/4), Tatuquara (5/4), CIC (9/4), Boqueirão (10/4) e Boa Vista (11/4). No Bairro Novo, o local da apresentação será o ginásio do Clube da Gente e, na CIC, o Parque dos Tropeiros. Nas demais regionais, as Ruas da Cidadania servirão de palco.

A iniciativa é do prefeito Rafael Greca e foi executada pela Fundação Cultural de Curitiba. A concepção também foi acompanhada de perto por Greca, entusiasta da divulgação da história da cidade entre os moradores.

“Os alunos das escolas municipais assistirão à história da fundação da Vila Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, que originou a cidade, por meio do teatro, despertando uma nova forma de aprender, conhecer e valorizar a história de Curitiba”, resume a presidente da Fundação Cultural, Ana Cristina de Castro.

"É muito importante a participação de nossas crianças e estudantes. Aprender a conhecer e valorizar a história da nossa cidade é uma aula de cidadania e amor", diz a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

O espetáculo
Com texto e direção de Édson Bueno, figurinos de Áldice Lopes e músicas de Paulo Vítola, o auto será encenado por 13 personagens – entre eles o cacique Tindiquera e Mateus Leme, um dos três fundadores da cidade ao lado de Eleodoro Ébano Pereira e Baltasar Carrasco dos Reis. São eles que, por meio de uma narrativa didática, contarão às crianças sobre as origens da cidade, fundada em 1693.

A encenação durará cerca de 15 minutos e terá como pano de fundo uma réplica do painel Fundação da Cidade de Curitiba. Criada em 1947 pelo mestre da pintura paranaense Theodoro de Bona, a obra original pode ser vista no salão nobre do Colégio Estadual do Paraná.

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar