20.01.2020Crianças cantam e se divertem nas férias

 
Aproveitar o tempo livre das férias para aprender música de uma forma divertida e de graça. É o que faz um grupo de 35 crianças e adolescentes, de 10 a 15 anos, que está participando de aulas de musicalização na Rua da Cidadania de Santa Felicidade. São atividades de canto coral, música brasileira, jogos e brincadeiras que estimulam a produção de música corporal e apreciação musical e são oferecidas por meio do programa MusicaR. As atividades estão inseridas na programação de cursos da 37ª Oficina de Música de Curitiba.
As aulas começaram na quarta-feira (15/1), sob a orientação dos professores Edmilson Costa da Fonseca, Maria Victoria de Castilho Teles e Suellen Moraes, e seguem até 25 de janeiro, quando a turma fará uma participação no show de Danilo Caymmi e Orquestra de Cordas, no Teatro Guaíra.

“Dei uma pausa nas brincadeiras de videogame para me divertir de uma forma diferente, cantando e aprendendo a tocar instrumentos que eu gosto muito”, disse Henrique Andrade.

As tardes dedicadas ao aprendizado da música também estão alegrando Elis Aurea Nievinski, 10 anos, que participa pela segunda vez de oficinas do MusicaR. “Eu gosto de cantar e de aprender sobre música por isso a atividade é perfeita para as férias. É uma forma animada de passar esse tempo fora da escola”, contou Elis.

O gosto pela música foi herdado da mãe, a gestora de projetos culturais, Glaucia Nievinski, que já participou de mais de dez edições da Oficina de Música.

“A música alimenta a alma. Aproveitar as férias para ouvir e produzir música é enriquecedor, uma excelente forma de começar um novo ano”, avalia Glaucia Nievinski.

Soluço do macaco

Imitar um macaco com soluço, marcar o som com a batida dos pés no chão, descobrir novos instrumentos, o que se pode fazer com a voz e como os sons produzidos pelo corpo podem ser musicados. As lições são aprendidas entre risadas, passos de dança e muita descontração. O professor Edmilson Costa da Fonseca destaca as vantagens das aulas de musicalização nas férias para o desenvolvimento infantil.

“É um período que as crianças têm um tempo livre maior, conseguem se concentrar mais e ter um bom rendimento porque não precisam se preocupar com outras atividades”, disse Edmilson.

Outro benefício das aulas inseridas na programação da Oficina de Música – evento que transforma Curitiba na capital da música no país, com 250 eventos e apresentações musicais – segundo Edmilson, é oferecer às crianças, além da parte lúdica, a experiência de palco, de participação em ensaios e apresentações em grandes palcos, como o Teatro Guaíra e Capela Santa Maria.

“Muda a visão de mundo das crianças. É uma experiencia de diversão, aprendizado e de vida”, diz o professor.

Intercâmbio cultural

As aulas de musicalização para crianças nas férias estão acontecendo nas demais regionais na cidade, com aproximadamente 200 crianças envolvidas. A partir da próxima semana, a turma da Regional Santa Felicidade terá aulas na Rua da Cidadania Tatuquara, junto com a turma daquela região. Será a oportunidade de as turmas conhecerem outros espaços da cidade e interagirem com colegas que também escolheram a música como o passatempo de férias e partilharem o que aprenderam.

Após o encerramento da Oficina de Música, crianças e adolescentes podem continuar com as aulas de musicalização. Em março serão retomadas as atividades do programa MusicaR, desenvolvido pela Prefeitura de Curitiba, nas regionais Boa Vista, Bairro Novo, Cajuru, Portão, Santa Felicidade, Tatuquara, Pinheirinho e Boqueirão. As aulas são gratuitas, para crianças e adolescentes, com ou sem experiência musical. Para participar basta ter vontade de aprender. As inscrições podem ser feitas nos núcleos da Fundação Cultual, nas Ruas da Cidadania.

A coordenadora pedagógica do MusicaR, Ângela Sasse, reforça o conceito amplo e potencialmente transformador do programa. “É uma oportunidade para conhecer a música sem qualquer preconceito, nas esferas erudita e popular. É uma experiência concreta”, diz. O ensino da música na infância e adolescência, destaca Ângela, tem papel fundamental no estímulo ao desenvolvimento de outras linguagens.

37ª Oficina de Música de Curitiba

A 37ª Oficina de Música de Curitiba é uma ação da Prefeitura Municipal por meio da Fundação Cultural de Curitiba e ICAC, com patrocínio da Caixa Econômica Federal. Esta edição está reunindo 2,2 mil alunos, com uma programação de cerca de 1,5 mil músicos e profissionais da área espalhando música pela cidade toda.

O evento tem patrocínio máster da Caixa Econômica Federal, apoio cultural da Família Farinha, Comunidade Luterana Igreja de Cristo, Igreja Bom Jesus dos Perdões, Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), Bicicletaria Cultural, Universidade Federal do Paraná, Lamusa – Laboratório de Música Sonologia e Áudio, Sistema FIEP, Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), HOG The One Curitiba, Solar do Rosárioe apoio máster do Teatro Guaíra e Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).

Serviço

37ª Oficina de Música de Curitiba

Data: 15 a 26 de janeiro de 2020

Mais informações pelo site www.oficinademusica.org.br

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: SMCS

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar