20.05.2014Cordiolli participa de encontro nacional de Pontos de Cultura

Durante esta semana, a cidade de Natal (RN) é palco do 5º Encontro Nacional dos Pontos de Cultura – TEIA Nacional da Diversidade 2014 e do Fórum Nacional de Gestoras e Gestores do Programa Cultura Viva. Na TEIA da Diversidade, a cultura brasileira se manifesta em mostras artísticas – shows, espetáculos de todo tipo, performances – e nos diálogos proporcionados por seminários, palestras, minicursos, fóruns, exposições, debates, rodas de conversa, intercâmbios e intervenções urbanas.

“Os Pontos de Cultura são um projeto genuinamente brasileiro e que e já é referência para outros países, como Peru e Argentina. É a forma mais eficiente de fomentar a cultura popular”, explica o presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Marcos Cordiolli, que participar dos eventos na capital potiguar.

Segundo a organização, os eventos juntaram em torno de sete mil pessoas, entre realizadores do evento, artistas que participarão das apresentações culturais, representantes de Pontos de Cultura de todo o País, gestores do Programa Cultura Viva e visitantes da comunidade local.

“A Teia irá ajudar a redirecionar o esforço dos entes públicos para esse segmento, fortalecendo a relação entre artistas populares e o poder público, auxiliando na criação de um modelo de sustentabilidade mais eficiente para os Pontos de Cultura”, avalia Cordiolli.
Durante a Teia, estão sendo debatidos modos de avançar nas discussões sobre a institucionalização do Programa Cultura Viva e a construção de dispositivos que contribuam para a consolidação do programa como política de Estado.

Já o Fórum reúne gestores municipais, estaduais e federais do Programa Cultura Viva. O quadro é formado por representantes de Secretarias, agências e fundações ligadas à cultura dos municípios e estados. O papel das gestoras e gestores em suas instituições é de acompanhar, fiscalizar e monitorar as redes de Pontos de Cultura, bem como colaborar com a formulação de políticas públicas que venham atender as necessidades das redes municipais e estaduais.

Cordiolli, que também preside o Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes de Cultura das Capitais e Regiões Metropolitanas, participou nesta terça (20) do painel “O Sistema Nacional de Cultura e a política de base Comunitária: atribuição dos entes federativos”. “Os desafios em todas as esferas de governos para administrar e implantar os Pontos de Cultura ainda são enormes. Por isso debatemos modos de articulação, capacitação e mobilização dos Pontos de Cultura, contribuindo para a qualificação e sustentabilidade das redes que integram o Programa Cultura Viva”, explica o presidente da FCC.

Mais informações em http://culturadigital.br/teiadadiversidade/

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar