27.04.2010Compositores nórdicos no concerto do Coro da Camerata

A Capela Santa Maria sedia neste fim de semana o concerto do Coro da Camerata Antiqua de Curitiba, que abre a temporada 2010 patrocinada pela Volvo. A regência estará a cargo do maestro convidado Fernando Swiech e o repertório reúne obras de compositores da Alemanha e Estônia, além dos países nórdicos Noruega, Suécia e Finlândia. As apresentações acontecem às 20h de sexta-feira (30) e às 18h30 de sábado (1º), contando com as participações da atriz Claudete Pereira Jorge e da flautista Zélia Brandão.

O Coro da Camerata Antiqua de Curitiba inicia em grande estilo a série de concertos deste ano, dando sequência às apresentações com maestros convidados. No ano passado, o grupo fez vários recitais, contando com a regência de importantes nomes nacionais, além do francês Martin Gester, do “Le Parlement de Musique”. Também em 2009, o grupo curitibano foi citado pela imprensa europeia entre os dez melhores coros do mundo e participou, no mês de junho, do 18º Festival Corale Internazionale “La Fabbrica Del Canto”, na Itália.

Músico de elevado desempenho profissional, Fernando Swiech iniciou seus estudos em Ponta Grossa (PR). Posteriormente, esteve na Escola de Música e Belas Artes do Paraná e, após conquistar bolsa de estudos da Capes, foi para a Alemanha, onde se estabeleceu e tem importante trabalho como organista e regente na Comunidade Luterana de Altona-Ost, na região de Hamburgo. O convite para que Fernando se apresentasse com o Coro da Camerata nasceu do interesse do grupo em desenvolver um trabalho cênico em suas apresentações e a proposta do maestro de executar a obra “Toten Tanz” do alemão Hugo Distler (1908 – 1942).

“Toten Taz”, composta em 1934, trabalha com três elementos: teatro música e variações para flauta, e reflete dois períodos difíceis da história europeia. A peste negra e o tempo entre as duas guerras mundiais estão presentes nessa obra, não somente nos textos, mas também nos meios musicais de composição desses dois períodos.

O concerto, que tem direção cênica de Jacqueline Daher, cenário e figurinos de Manu Daher e iluminação de Nádia Luciani, também tem peças de Arvo Pärt (1935), da Estônia, e dos compositores de países nórdicos Edvard Grieg (1834 – 1907) e Trond Kverno (1945), da Noruega; Hugo Alfvén (1872 – 1960), da Suécia; e Jaakko Mäntyjärvi (1963), da Finlândia.

A variedade de compositores reunidos proporciona ao público um espetáculo único. Ao lado de “Quatro Salmos”, composta em 1906 e última obra do mais famoso compositor norueguês, Edvard Grieg, está “Aftonen”, de Hugo Alfvén, que descreve o som de uma trompa atravessando a floresta em uma noite de verão, quando o sol praticamente não se põe totalmente na Suécia.

“Dopo la Vittoria”, composição encomendada pela cidade de Milão, em 1997, para homenagear Santo Ambrosio, mostra o talento de Arvo Pärt, um dos mais festejados compositores europeus da atualidade. O “Pseudo-Yoik”, de Jaakko Mäntyjärvi, é baseado no canto típico dos lapões, um dos maiores grupos indígenas europeus que vivem em torno do Ártico. Esse tipo de canto pode descrever tristeza, sorte ou alegria. A “Ave Maris Stella”, de Trond Kverno, é um tema com variações sobre um hino em latim. O texto, do século VIII, é de autor desconhecido e esse hino é cantado nas festas relacionadas à Santa Maria, na Igreja Católica.

Serviço:
Apresentações do Coro da Camerata Antiqua de Curitiba, sob a regência do maestro convidado Fernando Swiech, na abertura da temporada 2010 de espetáculos patrocinados pela Volvo.
Datas e horários: 30 de abril (sexta-feira), às 20h, e 1º de maio (sábado), às 18h30.
Local: Capela Santa Maria – Espaço Cultural (Rua Conselheiro Laurindo, 273 – Centro)
Ingressos: R$ 10 ou R$ 5 mais um quilo de alimento não perecível (promoção não cumulativa).

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar