18.10.2018Com debate e lançamento de HQs, Gibiteca de Curitiba comemora 36 anos

Nesta sexta-feira (19/10), às 19h, a Gibiteca de Curitiba comemora mais um aniversário. Para celebrar os 36 anos da sua criação, a Gibiteca preparou uma programação com lançamento coletivo de quadrinhos locais e um debate sobre o edital de publicação da Fundação Cultural de Curitiba.

De acordo com o coordenador da Gibiteca, Fúlvio Pacheco, o encontro também festeja o bom momento pelo qual passa a cultura nerd em Curitiba. “Vivemos a fase ‘áurea’ da produção de quadrinhos locais em efervescência por conta da demanda criada pela Bienal de Quadrinhos de Curitiba e de outros grandes eventos”, afirma. Em 2017, foram publicados na cidade 32 quadrinhos, e em 2018, foram lançadas 28 publicações até o momento. Ainda neste ano, Curitiba recebeu 18 indicações ao Troféu HQ Mix 2018, prêmio nacional considerado o Oscar dos quadrinhos.

O encontro ainda terá um bate-papo sobre o edital de quadrinhos da FCC de 2018 e o próximo, previsto para janeiro de 2019. Participam da conversa profissionais da área de quadrinhos, da Gibiteca e do setor de Incentivo à Cultura da FCC.

Serviço:
36 anos da Gibiteca de Curitiba – Lançamento coletivo de HQs de Curitiba e debate sobre o Edital de publicação da FCC
Local: Gibiteca de Curitiba – Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533
Data: 19 de outubro
Horário: 19h
Classificação livre
Entrada franca

_________________________________________

Confira os lançamentos de HQs de 2018:
• 31 dias na vida (a história de um outubro) de Má Matiazi (A5 36 páginas);
• A noite em que as estrelas sumiram de Natsuki Miura (A5, 24 páginas);
• Bienal Publica – 2018 (A5, 50 páginas);
• Caçadores de Histórias organizado por Mylle Silva (formato americano, 40 páginas);
• Calafrio #60 – Daniel Sacks (50 páginas);
• Candyland de Guilherme Caldas (capa dura, 88 páginas);
• Cansei de ser um desenhista sedentário de Ariel Cunha (A5, 20 páginas)
• Contos do Hank de Douglas Cruz (HQ kilométrica);
• Cyclone Rider de Tokumasauno (A5, digital , 120 páginas);
• Exploding – Amanda de Oliveira Spitzner;
• Eventos semiapocalípticos Gilmar de Yoshi Itcie (68 páginas);
• Fada Banguela (compilação de tirinhas)
• Fanart Book – Guilherme Matches e Lucas Fontoura (sketch book – 32 páginas);
• Guia básico e prático de roteiro para sua próxima HQ de Mylle Silva (A5 – 72 páginas);
• Heavenborn Warriors de Victor Cappola
• HQ de 1000 faces de M.K. Mori (104 páginas);
• High Fantasy – Amanda de Oliveira Spitzner;
• Io-Roque de Francis Ortolan (A5 – 40 páginas);
• Mangáutismo de Tokumasauno (A5);
• Mestres do Terror # 69 – Daniel Saks (50 páginas);
• Molie & Bill de Taryel (pack de 8 tiras soltas);
• Noir 2018 de Eleonoir Cristina (sketchbook 32 páginas);
• O Gralha, o herói, o pinhão, o louco e a morte. (álbum, 104 páginas)
• Para terra com amor de Haus (A5, digital , 76 páginas);
• PICNIC de Paulo Gff (zine A5 colorido, digital, 16 páginas);
• Sankofa de Raphaela Corsi (A5 colorido,16 páginas);
• SketchBook 2018 de Daniel Kunzle (60 páginas)
• Undeadman – edição especial (formato americano, 60 páginas)
___________________________________

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar