18.09.2019Cineasta apresenta projeto de documentários sobre a história da erva-mate

O cineasta, produtor e roteirista Rui Vezzaro apresentou ao prefeito Rafael Greca, na tarde desta terça-feira (17/9), seu projeto para a produção de uma série de quatro documentários sobre a história da erva-mate. O encontro foi no gabinete do prefeito.

Intitulado Caa – A Erva dos Deuses – A Grande História da Erva-Mate, a série será dividida em episódios que revelam a importância da erva-mate para a história da América do Sul, do Paraná e de Curitiba.

O prefeito, que reservou um capítulo inteiro do seu livro Curitiba – Luz dos Pinhais para o tema (Erva-mate: do Chimarrão à Universidade), conversou com Vezzaro sobre o assunto.

“Nós apoiamos o projeto que trata de um signo tão importante para a nossa história, para a nossa identidade", disse o prefeito.

"O Cine Passeio, o Centro Cultural Solar do Barão e outros espaços culturais estão abertos para a divulgação do projeto”, declarou o prefeito ao cineasta, que estava acompanhado de Ana Saad e Carlos Alberto Cavalheiro.

A secretária da Comunicação Social, Mônica Santanna, a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro, e a assessora do prefeito, Cynthia Juraszek Maia Batista, também participaram da reunião.

Os quatro episódios da série de documentários são: A erva dos deuses guaranis; A erva do diabo dos espanhóis; Erva-mate – o ouro verde; e A erva divina do Papa.

O cineasta, que deverá dirigir os documentários, explica que o terceiro episódio revela, de forma especial, o desenvolvimento da cidade de Curitiba, a importância da erva-mate para a economia local.

“A série propõe um resgate cultural ancestral. Essa Curitiba linda veio se formando nesse período”, disse Rui.

Ele destacou ainda algumas edificações emblemáticas do período, como o Palacete Leão Junior, o Solar do Barão, a primeira universidade do Brasil.

Além do Papa Francisco, outras pessoas conhecidas no meio artístico e esportivo e que têm o costume de tomar chimarrão, deverão participar, de acordo com o cineasta.

“Temos inúmeros fãs da erva-mate, pessoas que defendem a preservação da floresta, o combate à degradação do meio ambiente”, declarou.

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar