06.06.2011CiaSenhas encerra temporada no Teatro Novelas Curitibanas

Sexo é o tema central do mais novo trabalho da CiaSenhas de Teatro, que tem nesta semana suas últimas apresentações no Teatro Novelas Curitibanas, um dos espaços gerenciados pela Fundação Cultural de Curitiba. Dois contos da escritora curitibana Luci Collin, "Cotação do Dia" e "Fotinha", foram fontes de inspiração da peça "Concerto para Rameirinhas", viabilizada por meio do Fundo Municipal da Cultura e que tem como proposta olhar para a prostituição a partir de um foco feminino.

Por tratar-se de um concerto, a presença da música é substancial neste trabalho que integra também teatro, dança e literatura. O que vai ao palco é resultado de um processo de criação colaborativo entre atores, músicos e direção. "Trata-se de uma brincadeira erótica que discute o prazer feminino, o direito da mulher ao prazer", define a diretora Sueli Araújo. Ela é quem assina a dramaturgia do trabalho. "A partir dos contos de Collin criei um novo texto que fala de sexo o tempo todo, de forma escancarada. A ideia é liberar as palavras, sem agressão. Parece que sobre esse assunto tudo já foi dito, mas não é nada difícil, ainda hoje, em pleno século XXI, tocar em tabus e velhos preconceitos nessa área. Por isso, o tema é pertinente e necessário", revela.

Sueli conta que há muito tempo a companhia tinha interesse em trabalhar com os contos da autora curitibana por se identificar com a escrita, com o universo que ela aborda e seu humor ácido. "Estamos muito excitados com esta possibilidade, pois o flerte era antigo", conta Sueli.

A construção dramática se dá a partir da exploração de sonoridades de palavras, sons e instrumentos musicais. É no jogo de sentido e significado entre sons, instrumentos, personagens-atores, atores-narradores que se estabelecem as relações e se estrutura a dramaturgia da peça. O espaço cênico sugere uma rua com a presença da plateia em ambos os lados, proporcionando uma atmosfera de intimidade e cumplicidade. Nesse cenário se desenvolvem dois ambientes: um fictício, que sugere um cabaré numa perspectiva urbana e contemporânea, sobre o qual desfilam as personagens presentes nos contos de Collin e, na segunda perspectiva, músicos e atores assumem a "real" função de concertistas e condutores do cabaré.

A encenação propõe o jogo dentro do próprio jogo teatral. Ora os atores são personagens, ora narradores da história, ilusão e realidade se misturam e fazem parte do jogo. "Os contos da Luci são muito tocantes e de certa forma também divertidos, acho que neste trabalho estamos nos permitindo descobrir novos caminhos de criação, de relação com o texto e também com a sonoridade das palavras", conta a atriz Greice Barros.

Sobre o título da montagem, a diretora explica que o termo rameirinha é uma forma graciosa escolhida para substituir rameira, cujo significado é prostituta. O sublime e o grotesco estão lado a lado nesta montagem que procura contrabalançar também o real e o ilusório, a delicadeza e a crueldade. A dimensão dos textos de Collin, trazida pela profunda humanidade dos seus personagens, dialoga diretamente com a proposta de trabalho que a CiaSenhas vem desenvolvendo e buscando nos últimos anos.

A companhia - A CiaSenhas de Teatro de Curitiba é um coletivo de artistas e pesquisadores que, desde 1999, desenvolve trabalho continuado de pesquisa e criação teatral.Nesse percurso,a companhia tem se dedicado a investigar aspectos da cena narrativa por meio das proposições do intérprete-criador e da construção de texto teatral original em processos compartilhados de criação.

Os procedimentos artísticos do grupo incluem a pesquisa do corpo expressivo, do jogo e dos espaços de relação com a plateia. Esses princípios resultam em espetáculos que procuram discutir as contradições e os paradoxos das relações humanas contemporâneas. Somam-se a eles a realização de ações que fortalecem o teatro de grupo e fomentam o encontro e o diálogo com o público, como a Mostra Cena Breve Curitiba - a linguagem dos grupos de teatro, realizada anualmente desde 2005.

Outro importante foco de atuação da CiaSenhas é o registro de seus processos criativos. Em 2007 a companhia lançou sua primeira publicação, ANTÍGONA reduzida e ampliada - processos e diálogos (Prêmio Myriam Muniz), e, em 2008, publicou o processo de pesquisa do projeto Narrativas Urbanas - interferências e contaminações. Integram a CiaSenhas de Teatro os seguintes nomes: Anne Celli, Ary Giordani, Cinthia Kunifas, Greice Barros, Luiz Bertazzo, Marcia Moraes, Neto Machado e Sueli Araujo.

A escritora - Luci Collin é poeta, ficcionista e tradutora. Com doutorado na USP - Universidade de São Paulo, sobre os retratos literários de Gertrude Stein, e pós-doutorado também na USP, sobre a poeta irlandesa contemporânea Eiléan Ní Chulleanáin, atua como professora de Literaturas de Língua Inglesa e Tradução Literária na Universidade Federal do Paraná.

Como escritora, Luci Collin tem 11 livros publicados, entre eles: Todo implícito (poesia, 1998), Acasos pensados (contos, 2008) e Vozes num divertimento (contos, 2008). Recebeu premiações em concursos de literatura no Brasil e nos Estados Unidos, tendo participado de antologias nacionais e internacionais, com publicação nos Estados Unidos, Alemanha, Uruguai, Argentina e Peru.

Serviço:

Peça "Concerto para Rameirinhas", com a CiaSenhas de Teatro.

Data e horário: até 10 de julho de 2011, com sessões de quinta-feira a domingo, sempre às 20h.

Local: Teatro Novelas Curitibanas (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1.222 - São Francisco)

Informações: (41) 3321-3358

Entrada Franca

Realização: CiaSenhas de Teatro

FICHA TÉCNICA

Direção e dramaturgia: Sueli Araujo

Peça baseada nos contos "Fotinha" e "Cotação do dia", de Luci Collin

Atores: Anne Celli, Greice Barros e Luiz Bertazzo

Composição e execução musical: Ary Giordani e Luis Otávio

Direção de movimento e preparação corporal: Cinthia Kunifas

Cenário: Paulo Vinícius

Figurino: Amábilis de Jesus

Iluminação: Wagner Corrêa

Maquiagem: Marcia Moraes

Design Gráfico: Adriana Alegria

Fotos: Elenize Dezgeniski

Direção de Produção: Marcia Moraes

Assistência de Produção: Lígia Oliveira

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: CiaSenhas de Teatro

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar