05.12.2018Brasileirão e Zé Luiz Mazziotti cantam Chico Buarque

Neste final de semana, para apresentar obras do compositor e músico Chico Buarque, o Vocal Brasileirão divide o palco da Capela Santa Maria com o renomado cantor e violonista Zé Luiz Mazziotti. As apresentações serão na sexta, às 20h e no sábado, às 18h30. Os ingressos custam R$ 30 e R$ 15 reais para meia-entrada.

Juntos, visitam a obra de Chico Buarque, com arranjos elaborados especialmente para esse encontro. O repertório contempla a diversas facetas do cancioneiro buarquiano, da canção romântica à canção política, passando pela crônica de costumes.
Vinte e três anos de canto
O Vocal Brasileirão foi idealizado e criado em 1995, pelo maestro e arranjador Marcos Leite (1953-2002), responsável pela direção artística do grupo até 2001. De 2002 a 2005, o grupo foi dirigido por Reginaldo Nascimento e, atualmente, é dirigido por Vicente Ribeiro. Todos os cantores do Vocal Brasileirão são solistas, o que possibilita que o público aprecie o resultado do conjunto de vozes e também os timbres particulares de cada um dos seus integrantes.
Por três vezes consecutivas, de 1997 a 1999, e também, em 2001, o Brasileirão recebeu o prêmio Saul Trumpet de melhor grupo vocal do Paraná. Entre os espetáculos realizados destacam-se Coisas Nossas (1995), Como uma Onda (1997), Splish Splash (2000), Estandartes do Contestado (2013) e Brasileirão 20 anos (2015). Em 1996, o grupo participou do álbum Brasileirinho &Brasileirão, interpretando sete canções arranjadas por Marcos Leite. Em 2008, gravou seu primeiro álbum solo, Invisível Cordão – Brasileirão canta Chico e Edu, dedicado à obra de Chico Buarque e Edu Lobo, com arranjos de Vicente Ribeiro e Reginaldo Nascimento.
Zé Luiz Mazziotti
Cantor paulista de Rio Claro, começou sua carreira em 1966, no grupo vocal Canto4, que venceu o Festival da TV Record daquele ano interpretando “São Paulo Meu Amor”, de Tom Zé. Na Década de 1970 atuou na noite paulista, e entrou para o mercado de jingles. Mais tarde mudou-se para o Rio de Janeiro, onde passou a participar do projeto de Pixinguinha, ao lado de Elizeth Cardoso, Ângela Maria, Zezé Gonzaga e Jamelão.
O artista lançou seu primeiro LP “Zé Luiz”, em 1979, e desde então não parou suas produções fonográficas, lançando seu primeiro CD “Zé Luiz Mazziotti” em 1994. Em 2002, lançou o CD “Mazziotti canta Chico”, dedicado à obra de Chico Buarque. Durante os últimos anos, Zé Luiz Mazziotti fez show por todo o Brasil.
Como produtor, trabalhou em discos de Eduardo Conde ("Íntimo"), Pedro Paulo Castro Neves & Michel Legrand, Cauby Peixoto ("Cauby Canta Sinatra”) e de Lucinha Lins sobre a obra de Sueli Costa com arranjos de Gilson Peranzzetta. Em janeiro de 2009 ingressou na Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP), antiga Universidade Livre de Música Tom Jobim, onde dá aulas de interpretação do canto popular.

Serviço:
Brasileirão e Zé Luiz Mazziotti cantam Chico Buarque
Datas e horários: Sexta-feira (7/12), às 20h e sábado (08/12), às 18h30
Local: Capela Santa Maria – Rua Conselheiro Laurindo, 273
Ingresso: R$ 30 R$ 15 reais (meia-entrada)
Compras pelo site: aloingressos.com.br + taxas
 

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar