18.11.2010 Bondinho da Rua das Flores transforma-se em espaço de leitura

O tradicional bondinho da Rua das Flores passou por obras de revitalização e, desde o último sábado(20), passou a funcionar como posto de atendimento para empréstimo gratuito de livros. O tradicional espaço que durante anos foi ponto de lazer para crianças transformou-se no Bondinho da Leitura, integrando-se à série de ações do programa Curitiba Lê, desenvolvido pela Prefeitura e Fundação Cultural de Curitiba.

O prefeito em exercício, Tito Zeglin, participou da inauguração.“Curitiba continua evoluindo para o bem da nossa gente. Cultura é a melhor forma de ajudar os jovens a terem um futuro melhor. Além disso, o bondinho é referência de nossa cidade em todo mundo”, disse o prefeito em exercício.

A dona de casa Regina Araújo comemora a iniciativa. “Tudo que incentiva a leitura é uma grande evolução. E, o mais importante, é que é gratuito”, comenta. Para a gerente de vendas, Eliane Pissinati, "esse incentivo à leitura é muito interessante, especialmente para as crianças que ficam muito tempo na internet". Eliane acompanhava Carolina, de 11 anos, que se encantou com o colorido da festa e emprestou o livro "Simbá", já que gosta muito de histórias de aventura.

Morador do Uberaba, o enfermeiro José Carlos Muniz veio com a família e adorou a iniciativa. Ele emprestou o livro "O homem que matou Getúlio Vargas", de Jô Soares. Sua esposa, Adriane, optou pela obra "Divã" e a filha Beatriz, de 6 anos, ficou com o livro "Lá vem história outra vez".

O espaço funciona nos moldes da Estação da Leitura instalada no Terminal do Pinheirinho. Quem circula pelo calçadão diariamente pode emprestar livros de literatura de forma simples e gratuita, bastando apresentar um documento de identificação e informar o endereço. No acervo, os leitores encontram clássicos da literatura brasileira e universal, e obras atuais de autores brasileiros e estrangeiros. Estão disponíveis 2.500 títulos para todas as idades. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 19h30, e sábados, das 8h30 às 14h30.

De acordo com o presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Paulino Viapiana, o Bondinho e a Estação da Leitura representam os esforços que estão sendo feitos para aumentar os índices de leitura entre os curitibanos. A Fundação também mantém o Biblioparque e as Casas da Leitura. “Nossa intenção é implantar postos de empréstimos de livros em toda a cidade, nos terminais, parques e ruas, facilitando o acesso e incentivando o hábito de ler”, diz Viapiana.

Recentemente, a Fundação inaugurou em parceria com a Vivo o Biblioparque, que também funciona como ponto de empréstimo de livros e ainda dispõe de uma estrutura para que a população possa retirar livros e desfrutar de uma leitura no parque. O Biblioparque é composto por um veículo movido a energia elétrica e uma estrutura adaptada para acomodar livros, periódicos, ombrelones, cadeiras para adultos e crianças, pufs e mesas desmontáveis. O espaço funciona aos domingos, das 10h às 18h, atendendo diferentes endereços.

O programa Curitiba Lê, do qual fazem parte o Bondinho da Leitura, o Biblioparque, a Estação da Leitura do Pinheirinho e as 13 Casas da Leitura situadas nos bairros da cidade, engloba um conjunto de ações de fomento, difusão e formação que visam aumentar quantitativa e qualitativamente os índices de leitura entre crianças, jovens e adultos. São novos espaços que têm como objetivo incentivar de forma ativa a prática da leitura e envolver a comunidade no hábito de ler. O programa também inclui outras atividades de incentivo, como as oficinas literárias e os ciclos de leitura.

História do Bondinho - O Bondinho foi instalado na Rua XV em 27 de outubro de 1973, na sequência dos trabalhos de implantação do calçadão da Rua das Flores, com a função de constituir um elemento de animação do coração da cidade. A proposta era ser local privilegiado para o atendimento de crianças, enquanto os pais ou responsáveis iam às compras ou realizavam outras atividades na área do calçadão. Na segunda metade da década de 1980, funcionou como Serviço de Informações e Turismo de Curitiba. Em 1989, foi recuperado e retomou sua função como espaço cultural.

 

Serviço:

Bondinho da Leitura

Local: R. XV de Novembro esquina com R. Ébano Pereira

Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 19h30, sábados das 8h30 às 14h30.

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar