14.02.2010Acadêmicos da Realeza é a campeã do carnaval de Curitiba

Curitiba já conhece a escola de samba vencedora do carnaval 2010. O resultado anunciado no final da tarde deste domingo (14) aponta, pelo terceiro ano consecutivo, a Acadêmicos da Realeza como campeã da folia curitibana. O feito inédito fez explodir a emoção entre a torcida que tomou conta do Memorial de Curitiba, local da apuração das notas. Em segundo lugar ficou a Embaixadores da Alegria, seguida pela Leões da Mocidade. A escola Unidos do Bairro Alto foi desclassificada por não se apresentar com o número mínimo de 230 integrantes.

No Grupo B, ou Grupo de Ascensão, o primeiro lugar ficou com a Mocidade Azul, que em 2011 passará a integrar o grupo principal. A agremiação Os Internautas foi desclassificada porque também não compareceu na avenida com o número mínimo de 160 componentes. A Boi de Pano, igualmente do Grupo de Ascensão, não concorreu à classificação, conforme estipula o regulamento para escolas estreantes.

A Acadêmicos da Realeza colocou no asfalto os sonhos e lembranças que povoam a história do Teatro Guaíra, com o enredo "O Teatro em Delírio". Os 350 integrantes da escola mostraram as grandes produções levadas ao público em mais de um século de apresentações, que tiveram início no Theatro São Theodoro, em 1900. "Agradecemos à Fundação Cultural de Curitiba o trabalho desenvolvido em prol do carnaval e aos componentes da escola pelo espetáculo grandioso", disse o diretor Luiz Carlos ao receber o troféu para a escola tricampeã.

O diretor de harmonia da Realeza, o músico Lamarão, também ressaltou a organização proporcionada pela Prefeitura e falou da importância da escola de samba como agente propagador de cultura. "Em quase 13 anos de história, a escola acumulou diversas premiações, sempre disseminando conhecimento entre o povo", enfatizou o dirigente. Integrante da diretoria de grandes escolas, como Salgueiro e Beija-flor, Lamarão foi um dos fundadores da Acadêmicos da Realeza, em 1997. Ele defende a participação efetiva das escolas na captação de recursos para um bom desempenho na avenida, sem depender unicamente do poder público.

A alma brasileira teve seus contornos retratados pela Embaixadores da Alegria, segunda colocada no carnaval 2010. A escola levou para a avenida o enredo "A Embaixadores reverencia a sagrada terra e clama pelo fim da destruição", lembrando que o carnaval é uma das expressões máximas do nosso povo, ao mesmo tempo em que alertou para a necessidade de proteger o planeta.

As peculiaridades do clima curitibano traçaram o enredo da Leões da Mocidade, terceira colocada no desfile. Em "Curitiba e seu tempo louco... De tudo tem um pouco!", os componentes da escola mostraram o cotidiano da população ao acompanhar as mudanças climáticas experimentadas num único dia, além de deixar uma mensagem ecológica.

Ascensão - A Escola Mocidade Azul, vencedora do Grupo B, lembrou a história do Brasil, exalando poesia com o enredo "Cheirou saudade... Voltei trazendo perfume na essência da Mocidade". Os integrantes da escola desfilaram emoção, temperando com muita alegria as lembranças do passado brasileiro. No carnaval de 2011, a escola volta a integrar o Grupo A. O presidente da agremiação, o carnavalesco Altamir, agradeceu à comunidade o retorno à elite do samba curitibano.

A estreante Boi de Pano marcou presença com "Meu Boi de Pano, festa, folclore e magia". A escola mostrou que vem com muita vontade de firmar-se no carnaval curitibano, levando para o asfalto um enredo voltado à cultura popular. A abordagem de um folguedo que faz parte do folclore brasileiro, o "boi de pano", aproxima os foliões e revela características da cultura nacional.

Comissões - A comissão responsável pela escolha das escolas de samba vencedoras reuniu os músicos Hélio Santana e Celso de Jesus Iolando, na avaliação da bateria e samba enredo; Edson Bueno (diretor teatral) e Estela Soares de Almeida (artista plástica) para julgar alegoria, adereços e fantasia; Regina Vogue (diretora teatral) e Eliane Berger (atriz e coreógrafa), na avaliação de mestre sala, porta-bandeira e comissão de frente; Ângela Maria Medeiros (historiadora) e Nemécio Xavier de França Filho (músico), no julgamento de enredo e harmonia; sendo que o quesito conjunto esteve sob a responsabilidade de Homero Luiz Reboli (compositor de samba) e Eli Siliprandi (músico). A equipe ainda contou com os suplentes Fátima Mercuri (produtora cultural) e Jerson Rodarte (artista plástico).

Toda a organização da festa esteve a cargo da Comissão de Carnaval 2010, presidida por Jaciel Teixeira e composta por Luzia Simplício, Dorival Siqueira Tanan, Dirceu Oliveira Nascimento, Rosana Melo e Edison Bernardi.

Veja as fotos do carnaval 2010 de Curitiba em:
http://www.flickr.com/photos/fundacaoculturaldecuritiba

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar