Notícias

22.11.2018Presença Negra em Curitiba ganha exposição no TRE

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), em parceria com a Prefeitura de Curitiba e a Fundação Cultural, está com a exposição Presença Negra em Curitiba aberta para visitação gratuita no Espaço Cultural Desembargador Eros Nascimento Gradowski, que fica na área da biblioteca do TRE-PR.

A mostra celebra o Dia Nacional da Consciência Negra e foi aberta na quarta-feira (21/11).

“Uma bela exposição que mostra a valorosa contribuição dos negros para o desenvolvimento econômico, cultural e social da nossa capital paranaense. É com muita alegria que representei o prefeito Rafael Greca nesse grande evento, que marca as comemorações pelo Dia Nacional da Consciência Negra”, afirmou o vice-prefeito Eduardo Pimentel.

Para a presidente da Fundação Cultural, Ana Cristina de Castro, a mostra fortalece o vínculo com a instituição. “É muito importante termos esta parceria com o TRE. A exposição colabora na divulgação e na valorização da cultura afro-brasileira, tão marcante na nossa cidade”, afirmou.

O presidente do TRE-PR, desembargador Luiz Taro Oyama, destacou o esforço da instituição em aproximar as zonas eleitorais das comunidades quilombolas do Estado e ressaltou a importância da mostra. “Em parceria com a Prefeitura de Curitiba, pela Fundação Cultural, abrimos hoje essa importante exposição que marca a trajetória e contribuição dos negros para o progresso do Estado do Paraná”, afirmou.
A exposição retrata o protagonismo dos negros na formação e desenvolvimento de Curitiba e apresenta os muitos ofícios que os negros desempenharam no surgimento da cidade. Foram carregadores, calceteiros, extratores e beneficiadores de erva mate; tiveram ofícios qualificados, como eram os de pedreiro e carpinteiro nos séculos 18 e 19.

As mulheres negras também se dedicaram a várias tarefas, trabalhando nas casas e nas roças, laborando no comércio urbano. No decorrer do tempo, constituíram associações, produziram arte de qualidade admirável e tornaram-se profissionais de destaque em vários campos de atuação – na advocacia, na engenharia, na docência, entre outros.

A exposição conta com o acervo do Museu Paranaense, da Comunicação Social da FCC, da Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura, da Sociedade Treze de Maio e do Centro Cultural Humaitá. Acervos particulares também foram disponibilizados para compor a exposição. A exposição é uma realização do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, da Prefeitura Municipal de Curitiba e Fundação Cultural. Esta exposição, Presença Negra em Curitiba, foi aberta em março de 2018 na Casa Romário Martins, onde permanecerá até o final de março de 2019.
Presenças
Participaram do evento o Desembargador Tito Campos de Paula, o Dr. Sérgio Luiz Maranhão Ritzmann, diretor geral do TRE; Juarez de Oliveira e Hélio da Conceição Camillo Júnior, ambos servidores do TRE; Dr. Cristiano Dionísio, professor e advogado integrante da Comissão de Igualdade racial da Ordem dos Advogados do Brasil- seção do Paraná; Desembargador Luís Fernando Tomasi Keppen, representando o Presidente do TJ/PR; Fernanda Castro, artista de Curitiba reconhecida pelos registros que faz das comunidades quilombolas do Paraná. Da Fundação Cultural participaram o diretor de Patrimônio, Marcelo Sutil e a historiadora e curadora da Exposição, Maria Luiza Gonçalves Baracho, coordenadora de Pesquisa Histórica na Casa da Memória.
Consciência Negra
O dia da Consciência Negra é celebrado no Brasil no dia 20 de novembro. A data foi instituída pela Lei 12.519/2011 em alusão ao dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. O dia, que é feriado em cerca de mil cidades em todo o Brasil, propõe uma reflexão sobre a participação das pessoas negras na sociedade brasileira.
Zumbi dos Palmares é um símbolo da resistência negra à escravidão no Brasil. Ele foi líder do Quilombo dos Palmares, comunidade formada por escravos fugidos das fazendas, localizada em Alagoas. Sob a liderança de Zumbi, o quilombo chegou a contar com uma população de aproximadamente 30 mil habitantes.

Serviço:
Exposição Presença Negra em Curitiba
Local: Tribunal Regional Eleitoral do Paraná – Espaço Cultural Des. Eros Nascimento Gradowski – Rua João Parolin, 224 – Prado Velho
Horário de visitação: das 12h00 às 19h00, de segunda a sexta
Entrada franca

 

 

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar