Notícias

19.11.2018Lavação das Escadarias da Igreja do Rosário celebra a consciência negra

Ponto alto da Festa do Rosário, a lavação das escadarias da Igreja Rosário dos Pretos, na manhã deste domingo (18/11), reuniu diversos grupos ligados à cultura negra de Curitiba, e chamou a atenção de quem estava de passagem pelo Largo da Ordem.

“Não sabia que Curitiba tinha essa força da cultura negra. Quem é de fora, liga a cidade aos imigrantes europeus. Por isso, essa celebração é muito interessante”, destaca o médico de Recife (PE) Daniel Cunha, 44 anos.

Ele estava no Largo da Ordem com a mulher e o filho para conhecer um dos pontos turísticos da cidade e parou para acompanhar um trecho do evento. “Recife também tem uma Igreja do Rosário do Homem Preto e me surpreendi em encontrar algo semelhante aqui”, conta.

A lavação das escadas com água e perfume da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos de São Benedito foi inspirada na limpeza da Igreja do Bonfim (Salvador-BA). O evento se tornou uma das mais fortes manifestações no Sul do País em defesa da igualdade racial, segundo o assessor da Prefeitura para Promoção da Igualdade Racial, Adegmar Silva (Candieiro).

O ato também resgata a história do negro na construção de Curitiba. “A importância reunião desses grupos hoje é remontar a memória da cidade: os negros são uma etnia que fundou Curitiba”, afirma Candieiro. Um ato interreligiso no interior a igreja, com mensagens de fé, paz e respeito, em prol da igualdade abriu a celebração.

Na sequência, a lavação das escadarias foi acompanhada de cantos de e sons dos tambores, que pararam muitos dos que estavam no Largo da Ordem.

Uma delas foi a enfermeira inglesa Gladys Ogwudire, 38 anos. “Não sabia o que estava acontecendo, mas o som é contagiante. Minha família veio da Nigéria e essa música me fez sentir em casa. É uma festa muito bonita”, fala. Após lavação, o grupo seguiu em cortejo os Batuqueiros até o marco do Pelourinho, passando pelas gameleiras sagradas da Praça Tiradentes.

A lavação fez parte da Festa do Rosário, iniciada na última quinta-feira (15/11), com celebrações religiosas, artísticas e culturais, para festejar o Dia da Consciência Negra (20/11).

Presenças
Entre os grupos que se reuniram para realizar a lavação, estavam o Centro Cultural Humaitá, a Associação Passos da Criança, o grupo Tambores do Paraná, a Congada da Lapa, o bloco afro Pretinhosidade, a Pastoral Afro-Brasileira da Arquidiocese de Curitiba, membros de diversos terreiros, ilês, tendas, roças de umbanda e candomblé, representantes das religiões católica, ortodoxa, hare krishna.

A Festa do Rosário é uma parceria entre a Assessoria de Políticas de Igualdade Racial de Curitiba e a Fundação Cultural de Curitiba (FCC). Também tem a participação de diversos parceiros da sociedade civil, como o Centro Cultural Humaita – Centro de Estudo e Pesquisa da Arte e Cultura Afrobrasileira, Igreja do Rosário, Pastoral Afro, Arquidiocese de Curitiba, TV Evangelizar, Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial do Paraná, Bazar Orixá e Orixá Bazar Pingo de Ouro.

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar