Notícias

21.03.2018Estudantes conhecem história e obras de arte do prédio da Prefeitura

Na manhã desta quarta-feira (21/3) um grupo de nove estudantes conheceu o Palácio 29 de Março, sede da Prefeitura, no Centro Cívico. A visita foi mediada pelo Núcleo da Ação Educativa da Fundação Cultural de Curitiba, que recepcionou os alunos e professores da Escola de Educação Básica Nabil Tacla.

É a primeira vez que o Núcleo de Ação Educativa faz uma visita mediada à Prefeitura. O roteiro começou pela parte externa da instituição, onde a mediadora Kimberly Simões de Oliveira apresentou aos visitantes o painel da artista plástica carioca Marília Kranz. A obra, de 1996, faz parte da fachada do prédio e é composta por azulejos pintados que representam a paisagem da capital.

Os alunos entraram na Prefeitura pela rampa principal e, em seguida, conheceram o Salão Nobre. Eles receberam explicações sobre as fotos expostas no hall de entrada do salão. A mediação abordou os elementos que compõem o movimento Paranista e os detalhes da pintura de óleo sobre tela Acto da Demarcação do Districto da Villa de Curityba, do artista Belmiro Almeida, exposta no local.

Os estudantes também conheceram o Salão Brasil e as telas expostas no local, além da escultura O Semeador, do artista Zaco Paraná. Os alunos receberam informações sobre os elementos que compõem o brasão de Curitiba e que estão presentes na bandeira e nos símbolos oficiais da cidade.

Os estudantes que participaram da visita têm entre 15 a 24 anos e estavam acompanhados de mães e professoras. Esta foi a primeira vez que Yuri Manoel Alves Pereira da Silva, de 16 anos, esteve na Prefeitura. “Gostei muito da visita. O que mais me chamou a atenção foi a estátua do Semeador. Valeu a pena”, afirmou.

Regina Cristina da Silva de Jesus acompanhou a filha, Estéfane Aparecida da Silva de Jesus, de 16 anos, na visita mediada. Ela contou que a filha estava ansiosa. “Foi muito importante porque eu e ela nunca tínhamos entrado aqui. Para a gente é ótimo saber da história de Curitiba. Nós moramos aqui, então é bom conhecer de perto”, disse Regina.

De acordo com a professora da turma, Ana Beatriz Bobato, a visita faz parte do conteúdo que os alunos estão aprendendo em sala de aula. “Faz duas semanas que estamos trabalhando a Prefeitura como tema, com esse enfoque de cidadão. Fechamos essa atividade com a visita e foi excelente”, declarou.

A orientadora da Ação Educativa da Fundação Cultural, Vera Dal Molin, explica que o roteiro na Prefeitura surgiu a partir da sugestão de um estudante da turma e que a mediação foi preparada de acordo com o interesse do grupo. “Um dos alunos teve a ideia de conhecer a Prefeitura. Então nesse momento, nós fizemos todos os contatos, pois para cada mediação a gente procura conhecer o trabalho que a escola está fazendo, para podermos pensar a mediação e para que os visitantes tirem o maior proveito possível”.

Vera explicou que o principal papel da mediação é aproximar o público do patrimônio. “A medida que as pessoas vão tendo essa aproximação com o patrimônio da cidade, com as obras e com a cultura, elas vão se sentindo pertencentes a esse espaço e isso vai fazendo parte da sua identidade”.

Ela ainda pontuou a relevância dessa visita para esse público. “Entendemos a importância desse momento na vida deles, porque, em geral, é um público que tem mais dificuldade para ter acesso aos espaços. E aqui a Prefeitura possibilita essa acessibilidade”, afirmou.

A ação educativa

O Núcleo da Ação Educativa da Fundação Cultural de Curitiba oferece mediações gratuitas a grupo de estudantes, turistas e demais interessados. O trabalho tem a coordenação de Hamilca Cassiana e das orientadoras Andréia Menezes e Vera Lucia Dal Molin.

As ações são realizadas de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h, no Setor Histórico da Cidade, por agendamento pelo telefone (41) 3321-3275 ou pelo e-mail educativa@fcc.curitiba.pr.gov.br.

São ofertados sete roteiros: Solar do Barão, Setor Histórico, Painéis de Poty Lazzarotto, Identidade Paranaense, Diversidade Religiosa, Exposições e Arte Urbana.

Havendo demanda, o Núcleo realiza visita mediada para o público cadeirante por meio do roteiro Exposições, que é realizado no Museu Municipal de Arte (MuMa), espaço que oferece acessibilidade.
 

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar