03.07.2013 Portão Cultural recebe exposição de instrumentos medievais de tortura

O Museu Municipal de Arte (MuMA) – Portão Cultural abriga a exposição internacional Instrumentos Medievais de Tortura, Período da Inquisição, que reúne mais de 50 peças originais, restaurações e réplicas de instrumentos de tortura que foram utilizados do século XIII ao XVII, durante a época da Inquisição. A mostra passou por mais de 10 países e foi vista por mais de um milhão de pessoas.

Trazida da Itália por um grupo de colecionadores europeus, a exposição é reconhecida pelo Ministério Cultural de Patrimônio Italiano e tem como objetivos passar ao público, como memória histórica, a extensão da crueldade institucionalizada e gerar conscientização contra a tortura e a favor da liberdade de pensamento.

A Inquisição foi uma instituição eclesiástica criada na Idade Média (século XIII) pela Igreja Católica. Era um sistema de controle social por meio de um policiamento organizado, especialmente criado para pesquisar e punir os indivíduos considerados ameaças às doutrinas e dogmas da instituição católica mediante um tribunal específico (Santo Ofício).Também impedia a difusão de novas ideias no âmbito científico e cultural, e era usado como instrumento de aniquilação dos adversários políticos.

Em países como Portugal, França, Itália e Espanha, fiéis ao Papa de Roma, chefe supremo da Igreja Católica, a repressão inquisitória foi muito mais dura em comparação a outros países europeus. Os suspeitos eram perseguidos, torturados cruelmente e condenados a diversas penas, desde prisão temporária, perpétua e, em casos extremos, com a decapitação e morte em fogueiras construídas em praças públicas.

A mostra, que passou por países como Rússia, Alemanha, Espanha, Polônia e Portugal, e recentemente esteve em Buenos Aires, na Argentina, também aborda grandes personagens da história, como Joana d’Arc, perseguida e morta em 1431, Nicolau Copérnico, censurado ao apresentar a teoria heliocêntrica, e Galileu Galilei, condenado à prisão e obrigado a reportar-se por sustentar a mesma teoria de Copérnico.

A “virgem de Nuremberg” ou “donzela de ferro”, o banco de estiramento, o triturador de cabeças e a cadeira inquisitória são alguns dos aparelhos criados com o objetivo de torturar, humilhar e conseguir confissões dos considerados hereges pela Santa Inquisição e que estarão expostos no MuMA.

Serviço:
Instrumentos Medievais de Tortura, Período da Inquisição
Local: Museu Municipal de Arte de Curitiba – MuMA – Portão Cultural (Av. República Argentina, 3.430).
Data: 2 de julho a 6 de outubro de 2013
Horário: de terça a domingo, das 10h às 19h.
Ingressos: R$ 15 e R$ 7,50 (meia-entrada)
Informações para a imprensa: Josi Forbeci – (41) 9982-2744

 

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar