11.10.2019No MuMA: mostras da Bienal trazem arte de vanguarda, chineses e "nômades"

Mais de 50 anos depois de seu início, o grupo brasileiro de arte de vanguarda Poema/Processo tem os trabalhos de alguns de seus expoentes expostos pela primeira vez em um museu. Intitulada Poema/Processo, a Última Vanguarda, a mostra começou nesta quinta-feira (10/10), na Sala Domício Pedroso do Museu Municipal de Arte (MuMA), no espaço Portão Cultural, como parte da 14ª Bienal de Arte Contemporânea de Curitiba.

Fundado por artistas como Wlademir Dias Pinto, Álvaro de Sá, Neide de Sá, Moacy Cirne e Falves Silva em 1967, no auge da ditadura militar, o movimento propõe que a palavra dialogue com imagem, forma e espaço. Daí resultam poemas gráficos, poemas interativos e poemas objetos, além de filmes e performances criados a partir de poemas que podem ser vistos na mostra.

“É um material que esteve escondido do público por muito tempo e até ausente dos livros de História da Arte”, disse o galerista e pesquisador Gustavo Nóbrega, que participou da abertura do evento.

 

Ele também é autor do livro Poema/Processo: Uma Vanguarda Semiótica, lançado em 2017, quando o movimento completou 50 anos.

Chineses e “nômades”


Outras duas exposições integrantes da 14ª Bienal de Arte Contemporânea de Curitiba também poderão ser vistas no MuMA. Na Sala 1, está Fluindo Naturalmente – um passeio pela pintura, escultura e por instalações criadas por artistas chineses. Segundo a curadoria do evento, a mostra apresenta a influência da globalização cultural sobre os artistas chineses por meio de suas reflexões e experiências.

Na Sala Célia Lazzaroto, no subsolo do MuMA, espera pelo público a mostra Nômades e Fronteiriços – reunião de trabalhos dos artistas estrangeiros radicados no Brasil Mira Schendel (Suíça), Bill Lundberg (Estados Unidos), Davide Boriani (Itália), Patricio Farías (Chile), Carlos Clémen (Argentina), Regina Chulam (Brasil) e Chang Chi Chai (Taiwan).

Depois do Solar do Barão, no Centro, o MuMA é o segundo espaço cultural da Prefeitura a receber mostras da Bienal.

Serviço
MuMA recebe mostras da Bienal
Local: Av. República Argentina, 3430, junto ao terminal de ônibus (estacionamento próprio)
Horário: de terça a domingo, das 10h às 19h
Encerramento: 1º de março de 2020
Para todos os públicos
Grátis

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: FCC

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar