18.10.2017 Gibiteca comemora 35 anos com lançamentos e exposições

Os 35 anos da Gibiteca de Curitiba, comemorados neste mês de outubro, serão marcados por uma intensa programação de lançamentos de livros, workshops, palestras e exposições de quadrinhos. A programação, de 20 a 22 de outubro, terá como uma das atrações a abertura da exposição que faz uma retrospectiva histórica da Gibiteca.

A mostra faz parte do projeto “Traços Curitibanos 2”, composto por três exposições que apresentam a produção curitibana de quadrinhos e o papel da Gibiteca como polo de formação e difusão desta linguagem. As duas primeiras foram realizadas em junho e agosto deste ano. A exposição dos 35 anos será inaugurada na próxima sexta-feira (20), às 19h.

No mesmo dia, serão abertas a Retrospectiva Bienal de Quadrinhos e as mostras “Imágicas – Os Livros Encantados de Luiz Antonio Aguiar e Márcia Széliga” e “Marcatti 40”, organizada pela Ugra Pressa, que comemora os 40 anos de carreira de Francisco Marcatti Júnior, o mais importante quadrinista independente e underground brasileiro. Esta mostra, com classificação indicativa para maiores de 14 anos, reúne imagens de 40 artistas que fizeram suas versões do Fráuzio, o personagem mais conhecido de Marcatti. Ele virá para o evento e participará de um bate-papo com o público.

Também acontecem na sexta-feira o lançamento do livro “A história dos quadrinhos e da Gibiteca de Curitiba”, de Fúlvio Pacheco, pela Editora Estronho, a premiação do concurso de ilustrações Jedicon e o lançamento do Artbook da Geek City comemorativo do aniversário da Gibiteca.

A programação de aniversário continua no sábado (21), com várias outras atrações – jogos, oficinas, bate-papos e lançamento coletivo de revistas em quadrinhos: o “Planta”, de Gustavo Ravaglio, “Nephilimaggadoth” de Alvarez Caetano, "Silêncio" de Márcio Garcia, "Armas Vivas & Extragenes #3" de Idov Cassol e as demais HQs lançadas em 2017. Para encerrar a programação, às 20h acontece o pocket show “Fliperama Mundo Cão”, da banda Gretchen Cadillac.

Programação:

20 de outubro, às 19h
Lançamento do livro: "A História dos Quadrinhos e da Gibiteca de Curitiba", de Fulvio Pacheco – Editora Estronho.
Abertura de exposições:
“Traços Curitibanos 2 – Retrospectiva dos 35 anos da Gibiteca de Curitiba”
“Retrospectiva da Bienal de Quadrinhos”
“Marcatti 40” (classificação indicativa para maiores de 14 anos)
“Imágicas – os livros encantados de Luiz Antonio Aguiar e Márcia Széliga”
Premiação do concurso de Ilustrações JEDICON.
Lançamento do Artbook da Geek City comemorativo do aniversário da Gibiteca.

21 de outubro
14 às 18h – JOGARTA na Gibiteca de Curitiba
14h – Oficina de texto e ilustração com o escritor Luiz Antonio Aguiar e a ilustradora Márcia Széliga
17h – Bate-papo com o quadrinista Marcatti.
17h – Bate-papo com o escritor Luiz Antonio Aguiar e a ilustradora Márcia Széliga “O Processo de Criação”, e posteriormente sessão de autógrafos com os autores”
19h – Lançamento coletivo de revistas em quadrinhos: “O Planta”, de Gustavo Ravaglio, “Nephilimaggadoth” de Alvarez Caetano, "Silencio" de Marcio Garcia, "Armas Vivas & Extragenes #3" de Idov Cassol e as demais HQs lançadas em 2017
20h – Pocket show "Fliperama Mundo Cão", com a banda Gretchen Cadillac.

Local: Gibiteca de Curitiba – Solar do Barão – R. Carlos Cavalcanti, 533
Entrada franca

A Gibiteca 

A Gibiteca de Curitiba é um centro cultural efervescente e dinâmico, ponto de encontro e referência em todo o Brasil para quadrinistas, ilustradores, caricaturistas, roteiristas, animadores, nerds, geeks, cosplayers, sketchers, designers, pesquisadores, professores, estudantes, jogadores de RPG e amantes dos quadrinhos. Seu acervo dispõe de mais de 32 mil títulos de todos os gêneros de quadrinhos, para leitura, consulta e troca de exemplares repetidos.

Toda a gama de gibis infantis, heróis, humor, terror, cartuns, fanzines, mangás e exemplares estrangeiros faz do acervo da Gibiteca uma fonte valiosa para pesquisas. Nele estão guardados exemplares do personagem “Gibi”, nome que mais tarde foi apropriado para designar as revistas em quadrinhos. Há também as primeiras edições de “Tico-tico” e “O Globo Juvenil” (os mais antigos são datados de 1942), as primeiras edições nacionais de Batman e Capitão América, da década de 1950, além de uma coleção completa do Pasquim.

Criada em 1982, a Gibiteca de Curitiba teve como primeiro endereço uma das salas da Galeria Schaffer. Depois, em 1988, transferiu-se para o Centro Cultural Solar do Barão. Atualmente ocupa o edifício Solar da Baronesa, com salas amplas para exposições, cursos, oficinas de criação, palestras e lançamentos, envolvendo o que há de melhor na produção brasileira e internacional.

Diariamente recebe alunos em seus cursos de desenho, mangá, aquarela, roteiro, desenho artístico, ilustração, figura humana e cosplay. Os profissionais do desenho, frequentadores da Gibiteca e ex-alunos de seus cursos despontam no cenário nacional e internacional com prêmios como o HQ MIX (o Oscar dos quadrinhos nacional) e trabalhos em revistas, jornais e sites dentro e fora do Brasil.

A Gibiteca também é parceira de grandes eventos como a Bienal de Quadrinhos, Shinobi Spirit, Geek City, Jedicon, Matsuris, Trekcon, Maltão Encontro de Ilustradores, Zombie Walk, Festival Estronho, Jogarta de RPG, Literatiba, RPG World Festival, NANU com Amora, entre outros, e produz a Traços Curitibanos, panorama histórico e atual da produção local.

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar