15.08.2018Curitiba recebe 18 indicações em Oscar dos quadrinhos

Desenhistas e publicações curitibanas estão entre os indicados ao Troféu HQ Mix 2018, prêmio nacional considerado o Oscar dos quadrinhos. Ao todo são 18 indicações e todos os candidatos têm ligação com a Gibiteca de Curitiba, como alunos, professores e frequentadores do espaço.
A mostra “Traços Curitibanos 2”, organizada pela Gibiteca, com curadoria de Fúlvio Pacheco, Antônio Eder, Marcelo Lopes, Natan SS e Walkir Fernandes, concorre na categoria de melhor exposição. Já a “A História dos Quadrinhos e da Gibiteca de Curitiba”, de Fúlvio Pacheco, concorre na categoria de melhor Livro Teórico. Outra que concorre na mesma categoria é a publicação “As HQs dos Trapalhões", de Rafael Spaca.
Concorrem aos prêmios também José Aguiar, quadrinista, roteirista e professor da Gibiteca por muitos anos, os desenhistas e roteiristas Gustavo Ravaglio, Bianca Pinheiro, Her Ming Hsu Yen entre outros.
Coordenador e curador da Gibiteca, Fúlvio Pacheco afirma que Curitiba tem se destacado cada vez mais no cenário dos quadrinhos. “Em cada edição aumenta o número de curitibanos indicados, o que mostra a qualidade dos trabalhos produzidos aqui. E a Gibiteca se destaca como um polo importante no fomento e difusão da arte dos quadrinhos”, diz Pacheco.
Sobre a indicação do seu livro, Fúlvio considera uma conquista. “Eu era estagiário da Gibiteca e resolvi fazer meu trabalho de conclusão de curso de artes visuais sobre o espaço. E a monografia acabou virando o livro indicado agora para o prêmio”, comenta.
HQ Mix
Em sua 30ª edição, o HQ Mix é conferido pela Associação dos Cartunistas do Brasil. Um júri de especialistas escolhe, entre todos os inscritos, os dez melhores em cada categoria.
A próxima etapa envolve votantes de todo o Brasil que atuam na área dos quadrinhos. São mais de mil profissionais inscritos para votar sobre os indicados pelo júri. Os prêmios serão entregues em 16 de setembro, em São Paulo, com apresentação de Serginho Groisman, padrinho do troféu.
Na edição do ano passado foram 17 indicações, dentre desenhistas, roteiristas e publicações curitibanas.

Confira as indicações
Livro Teórico:
• “A História dos Quadrinhos e da Gibiteca de Curitiba”, de Fúlvio Pacheco / Ed. Estronho.
• “As HQs dos Trapalhões”, de Rafael Spaca / Editora Estronho.

Melhor Exposição:
• “Traços Curitibanos 2”. Curadoria de Fúlvio Pacheco (geral), Antonio Eder (HQ), Marcelo Lopes (ilustração), Natan SS (caricatura) e Walkir Fernandes (animação).
Colorista Nacional:
• Gustavo Ravaglio e Her Ming Hsu Yen (o Planta);
• Bianca Pinheiro
Adaptações para outras linguagens:
• Fliperama Mundo Cão (Ópera Rock Multimídia)
• A Macabra Biblioteca do Dr. Lucchetti (Teatro)
Roteirista Nacional:
• Alexandre S Lourenço;
• José Aguiar
• Bianca Pinheiro
Arte Finalista Nacional:
• Gustavo Ravaglio,
• Her Ming Hsu Yen
• Magnon Almeida
Desenhista Nacional:
• Bianca Pinheiro
Novo Talento Roteirista:
• Gustavo Ravaglio
Edição Especial Nacional:
• “A Infância do Brasil”, de José Aguiar
Publicação Independente de Autor:
• “Alho-Poró”, de Bianca Pinheiro
Publicação Independente Edição Única:
• “Alho-Poró”, de Bianca Pinheiro
Publicação Independente de Grupo:
• “A Samurai: Primeira Batalha”, de Mylle Silva
Adaptação para os Quadrinhos:
• “O Museu dos Horrores”, de José Aguiar
 

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar