Notícias

27.07.2017Inscrições para edital do audiovisual estão abertas

As inscrições para o edital Produção Audiovisual FCC/FSA 2017 já estão abertas. Cineastas e produtores têm prazo até as 12h do dia 25 de setembro para inscrever seus projetos e concorrer aos R$ 2,7 milhões em recursos para produção de telefilmes e curtas-metragens, distribuição e realização de festivais. As inscrições devem ser feitas pelo site www.sic.cultura.pr.gov.br.

O edital é fruto de uma parceria entre a Fundação Cultural de Curitiba e a Ancine – Agência Nacional do Cinema. O aporte de recursos é feito pelo Fundo Municipal da Cultura de Curitiba (R$ 1,2 milhão) e pelo Fundo Setorial do Audiovisual (R$ 1,5 milhão).

O lançamento aconteceu nesta quarta-feira (26), com uma cerimônia no Salão Nobre da Prefeitura, com a presença do prefeito Rafael Greca, vereadores, autoridades e representantes do setor do audiovisual. O prefeito lembrou que, com a aprovação do Plano de Recuperação de Curitiba, a Prefeitura começa a colocar ordem nas finanças e avançar em outras áreas. “Que venham outros editais como este, que o cinema empregue gente e torne Curitiba melhor do que a recebemos”, disse o prefeito.

O presidente da FCC, Marcelo Cattani, afirmou que o edital é um marco para a cidade. “É um momento muito importante para uma indústria que trabalha forte e gera emprego e desenvolvimento. Somamos esforços com a Ancine e retomamos os lançamentos dos editais do Fundo Municipal da Cultura”, afirmou.

Parceria – Representantes do audiovisual destacaram a importância do edital para manter Curitiba no cenário da produção cinematográfica brasileira e também o empenho da Fundação Cultural de Curitiba em viabilizar o convênio com o governo federal, duplicando os recursos destinados ao setor. “Esse edital era aguardado com ansiedade pela classe do audiovisual. Ficamos felizes com a capacidade da Fundação Cultural de encaminhar a parceria e não perder a chance de contar com a verba federal. Esses valores se multiplicam, pois são utilizados na produção, em serviços e insumos, gerando renda, empregos e mais impostos para o município”, enfatizou o presidente da Associação de Cinema e Vídeo do Paraná, Nelson Settani. Sua estimativa é que o edital receba aproximadamente 300 inscrições. “Vamos incentivar os realizadores a inscreverem os seus projetos”, disse.

O representante no Paraná da Bravi – Brasil Audiovisual Independente, Paulo Munhoz, elogiou o fato do edital ter sido lançado já no segundo semestre da gestão de Rafael Greca. ”É um sinal positivo de que ao longo da gestão esse tipo de estímulo continuará existindo. Esperamos que não seja só um gesto de apoio, mas que esteja inserido numa estratégia de inovação da cidade de Curitiba”, afirmou.

Para o diretor do festival Olhar de Cinema, Antônio Júnior, o lançamento acontece num momento crucial. “Foi uma grata surpresa que, nesse momento de cortes e ajustes, o primeiro edital do Fundo Municipal da Cultura este ano tenha sido o do audiovisual. Essa parceria com a Ancine duplica os recursos para o setor e Curitiba não poderia perder essa oportunidade”, avaliou.

Apoio - O apoio financeiro será concedido para a produção de conteúdos audiovisuais curitibanos, de produtores independentes, não publicitários, no formato de telefilmes. Serão selecionadas quatro propostas de filmes de longa-metragem (de ficção e de animação), um documentário e nove projetos de curtas-metragens (sete de ficção e dois de animação).

Além das produções, o edital permite o financiamento de filmes que já estejam no estágio de distribuição e a concessão de recursos para realização de festivais. Serão selecionadas uma proposta de distribuição de filme e duas de realização de festivais.

No processo de seleção, os projetos estarão sujeitos a três etapas de análise: fase de validação das inscrições, análise de mérito e avaliação documental. O mérito das propostas será avaliado pelo Grupo de Análise Técnica, formado por especialistas convocados exclusivamente para o edital. Suas decisões serão depois ratificadas pela Comissão do Fundo Municipal da Cultura de Curitiba.

São os seguintes os valores previstos para cada categoria:
• 7 projetos de produção de Curtas-Metragens de Ficção (até R$ 60 mil cada);
• 2 projetos de produção de Curtas -Metragens de Animação (até R$ 90 mil cada);
• 4 projetos de Telefilme de Ficção e Telefilme de Animação (até R$ 375 mil cada)
• 1 projeto de Telefilme Documentário (até R$ 300 mil);
• 1 projeto de Distribuição de Filmes (até R$ 100 mil);
• 2 projetos de Realização de Festivais (até R$ 50 mil cada)

 

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

imprimir voltar