Notícias

20.11.2018Cinemateca exibe documentário sobre crianças Guarani Kaiowás

O documentário Guarani-Kaiowás Ivy Poty – Flores da Terra, que aborda o contexto das crianças e jovens indígenas em Dourados, será exibido nesta terça-feira (20/11), às 19h, na Gibiteca de Curitiba. O evento é gratuito e tem classificação livre.

O filme faz uma contextualização da vida dos Guarani-Kaiowá, ressaltando a concepção de criança e o valor das relações intergeracionais do seu modelo de organização familiar e comunitária. A obra destaca a importância da valorização da cultura e da identidade étnica no processo de desenvolvimento das crianças e dos jovens e destaca o cenário das políticas públicas de atenção a meninos e meninas dessa etnia.

“O documentário promove uma escuta dos indígenas, de atores da rede de atendimento, de organizações da sociedade civil e outros profissionais sobre questões sociais, políticas, culturais e identitárias da população Guarani-Kaiowá, com a proposta de contribuir para a promoção e defesa de seus direitos, em especial das crianças e jovens”, aponta uma das diretoras do filme, Camilla da Silva e Souza.

De acordo com a coordenadora do projeto, Juliana Kuwano Buhrer, “a expectativa é de que a produção contribua para os debates e formações das redes locais e seja utilizada como subsídio para os agentes que participam da formulação, implementação e monitoramento das políticas públicas”.

Infância Guarani-Kaiowá

A garantia dos direitos das crianças Guarani-Kaiowá está intimamente ligada à preservação de seu modo de ser tradicional. É o que mostra o documentário Guarani-Kaiowás Ivy Poty – Flores da Terra, ao traçar um panorama da infância indígena de Dourados.

Violações de direitos

Guarani-Kaiowás Ivy Poty – Flores da Terra revela um cenário de sistemáticas violações de direitos, que afetam diretamente as crianças e jovens indígenas. De acordo com a diretora, além das dificuldades de acesso a condições básicas, como alimentação e saúde, a perda das referências culturais pelo contato com a cidade tem comprometido a perspectiva de vida de meninas e meninos e levado muitos ao suicídio.

Os entrevistados no filme indicam que no campo da educação também há grandes desafios, como a garantia de acesso a todas as crianças, a precariedade e falta de manutenção na infraestrutura das escolas, o olhar dos professores e a carência de materiais didáticos específicos e diferenciados, que contemplem a cultura e a língua nativas.

Para Camilla, o filme reforça a luta desse povo. “A história dos Guaranis e Kaiowás é marcada pela resistência para que, nas palavras de um deles registradas no documentário, tenham minimamente seu direito de existir”, avalia. Produzido pela Rede Marista de Solidariedade, o documentário tem o apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba por meio da Fundação Cultural de Curitiba.

Serviço:
Exibição do documentário Guarani-Kaiowás – Ivy Poty – Flores da Terra
Local: Cinemateca de Curitiba – Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533
Data: terça-feira, 20 de novembro de 2018
Horário: 19h
Classificação livre
Entrada franca

Autor: Assessoria de Imprensa

Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar