Notícias

21.12.2018Cineasta curitibana faz pré-estreia de quatro filmes na Cinemateca neste domingo

A cineasta curitibana Juliana Sanson realiza neste domingo (23/12), na Cinemateca de Curitiba, a pré-estreia de quatro filmes inéditos, três curtas-metragens e um longa, todos dirigidos por ela. A partir das 16h, serão exibidos os curtas “Bicho do Mato”, “Julieta de bicicleta” e “Fronteiras: Guaíra”, e às 19h o longa “Uma Morte Qualquer”. A entrada é franca.

Curtas-metragens
Dos curtas-metragens, dois são de ficção. Um deles, “Bicho do Mato”, foi o grande vencedor do 20º Festival Kinoarte de Cinema, em Londrina, obtendo os prêmios de Melhor Filme do júri oficial e popular na categoria de curtas paranaenses, além de Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Direção de Arte e Melhor Som.
“Bicho do Mato” conta a história de Jussara e de sua família, que perdem tudo quando suas terras são atingidas por chuvas intensas. Por conta disso, deixam o campo para morar na cidade, o que traz dificuldades de adaptação para todos, principalmente para a menina Jussara.

No filme, Jussara é interpretada por Julia Sanson, de 11 anos, sobrinha da diretora. “Ela não é atriz, mas sempre vi nela uma potencialidade, um talento. Testamos muitas outras meninas, mas quando a Julia chegou ela tomou conta da equipe. Dirigi-la foi muito fácil e gostoso”, conta.

Os outros dois curtas que serão exibidos são “Julieta de Bicicleta” e “Fronteiras: Guaíra”, um documentário-piloto que deve virar uma série sobre o perfil das cidades brasileiras fronteiriças. “Esse trabalho tem uma importância incrível. E é sempre uma responsabilidade muito específica lidar com o depoimento de pessoas reais”, diz Juliana.

No documentário, que além de dirigido é roteirizado por ela, Juliana relembra a construção da Usina de Itaipu e o consequente “sepultamento” das Sete Quedas, na fronteira do Brasil com o Paraguai, e fala sobre como esse episódio ainda hoje afeta o imaginário da população da pequena cidade de Guaíra.

Longa-metragem
Já o longa “Uma Morte Qualquer” fala da relação de um homem com a finitude. Foi também o trabalho que até hoje mais pediu o empenho da diretora. Começou a ser filmado em 2013, com um orçamento muito baixo. Teve uma versão finalizada no ano seguinte, mas o resultado não deixou Juliana satisfeita. Depois disso, ela tirou dinheiro do próprio bolso para alterar o resultado, filmou novas cenas e remontou o filme.

Serviço
Pré-estreia: três curtas e um longa de Juliana Sanson

Data: 23 de dezembro
Horários: Sessão 1 – curtas: 16h
Bicho do Mato
Julieta de Bicicleta
Fronteiras: Guaíra
Classificação Livre

Sessão 2 – longa: 19h
Uma Morte Qualquer
Classificação 10 anos

Local: Cinemateca de Curitiba
Endereço: Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco
Entrada franca
 

Autor: Assessoria de Imprensa

Compartilhe:

Enviar pelo LinkedIn
imprimir voltar